Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
De porto em Porto 

Navios sempre rumam para o mar e vai
a rosa dos ventos levando o marinheiro...
Ele não prima mais rimar amor com paz,
porque o cais fez dele um grande aventureiro...

Um amor sempre está a sua espera no cais
com lua de mel prometida por inteiro...
Mas, quando o barco se vai e ao largo se faz,
o marujo ressente seu coração trigueiro...

Volta ao mar... Saudade fica lá atrás...
O coração renovado chega ao porto...
E outro amor lhe aporta como novo no cais....

Despedida sói acontecer em cada porto...
Navios e marujos precisam do mar...
Longo apito: lá vai o navio e o marujo torto!
Eligio Moura
Enviado por Eligio Moura em 23/07/2020
Reeditado em 26/07/2020
Código do texto: T7014113
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Eligio Moura
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1620 textos (40349 leituras)
88 áudios (499 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/20 19:07)
Eligio Moura