Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


A DOENÇA DO AMOR

Hoje o que resta é um soneto tristonho,
lembrando da razão que eu amo tanto.
Sozinho na noite, escrevo esse pranto
por guardar uma mágoa, como um sonho.

O amor é um sentimento tão medonho,
que adoece o coração e cala o canto.
Assim, não falo escondendo e portanto
morro quieto, e nas noites me deponho!

Socorro! Eu te amo! As estrelas sabem,
estão de prova dessa dor que trago...
A doença do amor é o silêncio amargo!

Sim, sou sentimental. Todos percebem.
E as noites e os versos são bons amigos,
ao menos neles posso amar contigo...
Arthur Campagnolo Della Giustina
Enviado por Ilda Maria Costa Brasil em 19/10/2019
Reeditado em 19/10/2019
Código do texto: T6773554
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Ilda Maria Costa Brasil
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
1955 textos (106701 leituras)
6 e-livros (1125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/11/19 10:47)
Ilda Maria Costa Brasil

Site do Escritor