Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu Velho e bom oeste

Se cheia, se minguante, sabia só, era noite
Chovia na avenida, acendia-se luzes em vitrines
Noites, quantas e tantas em ônibus lotados
E trevas só distantes deste mundo como manto

Aí em MG, do velho oeste de lá me encantei
E as treva me envolveu, em noite que não conhecia
Tão escura e cheia de ruido, tive de aprender andar
Em noite do oeste distante, fascinado enquanto via

Aprofundar na distância que nos aproxima
Me parece, ou até já saberia deste amor
Que fecunda o alvorecer  no amanhecer

De um oeste sequestrado pela terra até o Leste
Iluminado por completo no faz rever
Novamente oeste iluminado ao nascer.

Kiko Pardini
Kiko Pardini
Enviado por Kiko Pardini em 18/10/2019
Código do texto: T6772503
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (pardini58@yahoo.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Kiko Pardini
São Francisco de Sales - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
206 textos (5403 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/11/19 02:25)
Kiko Pardini