Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Subir

É bom subir, mas, nunca ter vertigem
Ante o perfume que o poder trescala,
Pois que é uma só de todos nós a origem,
Comum é o fim na podridão da vala...

Subamos sim... É meritória a ânsia
E o desejo sadio de vencer,
Sem esmagar e sem medir distância...
Sem traçar paralelo e escarnecer

Simplesmente subir, sem olvidar,
Jamais, aquele que esmagado luta
Sob a pressão de um mundo singular,

Onde é alavanca e pedestal marcante
Ao que subiu e do poder desfruta,
Para oprimir, depois, seu semelhante...

 
Antonio Lycério Pompeo de Barros
Enviado por Antonio Lycério Pompeo de Barros em 05/04/2019
Código do texto: T6616144
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Antonio Lycério Pompeo de Barros
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 98 anos
177 textos (6717 leituras)
22 áudios (289 audições)
32 e-livros (1568 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 15:11)
Antonio Lycério Pompeo de Barros