Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Tempestade

Sou do mar. O caturro é minha onda...
Meu calado vai mais fundo e navego.
Aguardo sempre o mau tempo passar,
meu cerne é salgado, forja do mar.

O navio conhece todos os rumos
que canta e encanta a rosa dos ventos...
As estrelas e o astrolábio o levam
pelo tempo, além do vasto horizonte...

O navio e o marinheiro: bons parceiros...
Navegam no mar calmo ou na tormenta...
No porto são paz e saudade do cais.

O mar pertence a si mesmo: um mistério!
E não se iluda o velho marinheiro...
Ele também te respeita timoneiro...
 
Eligio Moura
Enviado por Eligio Moura em 27/01/2019
Código do texto: T6560487
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Eligio Moura
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1418 textos (32827 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/01/20 02:08)
Eligio Moura