Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Silêncios

Meu poema fala sem dizer
Entrelinhas estão a segredar
Deixo o sentimento entrever
Páginas de silêncios a falar

Não tenho um forte segredo
Não há enredos de adultérios
Também não vivo em degredo
Mas ainda assim sou mistérios

Silêncios são dores antigas
São sentimentos calados
São noites mal dormidas

Silêncios são desejos velados
São meus anjos de asas caídas
São os ditos n'alma gravados

Cláudia Machado
1/2/18

Cláudia Machado
Enviado por Cláudia Machado em 01/02/2018
Reeditado em 01/02/2018
Código do texto: T6242311
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Machado
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
738 textos (21443 leituras)
59 áudios (2806 audições)
1 e-livros (22 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/19 00:02)
Cláudia Machado