Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Arquivo
Título:

Redação. Granatic e outros. Linguagem e gírias em "Babe O Porquinho Atrapalhado" – gênero: filme - 1995. HORA DO ENEM

Autor: J B Pereira, HORA DO ENEM, Comunicação Em Prosa Moderna e Tecnicas-Basicas-de-Redacao-Branca-Granatic.pdf
Formato: docx
Tamanho: 29 KB
Enviado por: J B Pereira
Enviado em: 13/01/2018
Reeditado em: 15/01/2018
Classificação: seguro
Sinopse: O dono da fazenda dança canta para o porquinho alimentar-se. Isso é cômico. Arrasou! O filme realça a emoção no casal de fazenda cujo porco quer ser pastor. Um absurdo! Mas, aí está a pegadinha da narrativa. A linguagem está eloquente na fabulação dos cães que adotam o porco. Aos poucos ele muda sua história – não é comido, mas aplaudido como pastor de ovelhas. A gíria e os ratinhos cantores são atrações junto com o pato irritante. E o cão surdo que leva a senha-segredo para o porquinho vencer o concurso. Eis algumas frases que me chamaram a atenção: “Não quero você misturado com o pato.” Sem os filhotes, a cadela “ficou amoada. “O que está resmungando?” Pato: “Não vou bater as botas.” A vaca define felicidade: “é aceitar as coisas e viver como agente é.” Cadela-mãe: “Atitude. Elas têm que saber quem é que manda.” O porquinho: “É só pedir...” A gata acomodada da lareira. “Toda regra tem exceção: cuidado com a gata má ir à forra!” Porcos não têm serventia. Acabam comidos? ---
Baixar
(clique aqui para baixar o arquivo)
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2272 textos (1224698 leituras)
14 e-livros (85 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/19 09:50)
J B Pereira