Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Na ânsia do afogado

Contemplo a vida ternamente
enquanto teimo em ficar...
Meu coração, serenamente,
espalha amor em todo lugar...

Nos sonhos, inda há lugar
para sonhos, onde somente
contemplo a vida ternamente,
enquanto teimo em ficar...

Não espero mais nada, mormente
de amores que ficaram por lá...
Vivo de guarda fechada e, ciente
do risco de me machucar,
contemplo a vida ternamente...
 
Eligio Moura
Enviado por Eligio Moura em 17/05/2020
Código do texto: T6949821
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Eligio Moura
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1684 textos (44026 leituras)
140 áudios (1416 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/03/21 22:17)
Eligio Moura