Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O relógio do tataravô

O relógio não estava mais
no lugar em que repousava...
Eu, herdeiro dele, herdei as
estórias que o passado passava...

Quanto mais eu desejava
não se via mais os sinais...
O relógio não estava mais
no lugar em que repousava...

De ouro puro, algibeira, foi roubado; jaz
agora derretido. Silenciava
essa tradição da família Tomás...
Lá, na família, se comentava:
o relógio não estava mais.
Eligio Moura
Enviado por Eligio Moura em 09/10/2018
Reeditado em 10/10/2018
Código do texto: T6471743
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Eligio Moura
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1695 textos (44649 leituras)
148 áudios (1598 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/04/21 10:48)
Eligio Moura