Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Marinheiro

Sempre que podia ele logo atendia
todas as  promessas feitas no altar...
Mas o casório abalou-se em poucos dias
porque uma das partes vivia mais no mar

Como profissão ele vivia a navegar
portanto, sexo não fazia todo dia.
Sempre que podia ele logo atendia
todas as promessas feitas no altar...

Findo a lua de mel o navio já partia,
a noiva sentiu falta e ficou a lamentar.
Ele, com flerte em cada porto, nem sentia,
pois em cada porto estavam a lhe esperar:
sempre que podia ele logo atendia
Eligio Moura
Enviado por Eligio Moura em 24/09/2017
Código do texto: T6123221
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Eligio Moura
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1695 textos (44649 leituras)
148 áudios (1598 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/04/21 11:52)
Eligio Moura