Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PROFECIAS SOBRE JESUS CRISTO ANTES DE NASCER – CUMPRIRAM-SE!

Jaculatória ou preces de fé e amor a Deus em nome de Jesus!

Jesus, Maria e José: minha família vossa é!

Ó meu Jesus crucificado por minha culpa - estou arrependido por ter pecado. Peço a graça da perseverança no bem e na hora da minha morte. Amém.

Ó meu bom Jesus de Amor ferido,
nunca houvera te ofendido,
ó meu doce bom Jesus
 nunca Te pregues na cruz.
Amém.

J B PEREIRA - 23/10/2018

PREÂMBULO

JESUS É O MESSIAS, O CRISTO, O UNGIDO, O ENVIADO POR EXCELÊNCIA DO PAI ETERNO SEGUNDO AS ESCRITURAS. DEUS O ENVIOU NO TEMPO PROMETIDO... SEGUNDO SUA DIVINA VONTADE.
Jesus é a boca de Deus que nos fala  (Mt. 4, 4b) do essencial da Revelação judaico-cristã.
J B PEREIRA

“Mas, tudo isso, aconteceu para se cumprir o que os profetas escreveram.”
Mt 26, 54.56 e Lc. 18, 31

JESUS É VERDADEIRAMENTE HOMEM E DEUS SEGUNDO AS ESCRITURAS.
“Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e para sempre.”
Hebreus 13, 8

JESUS: “EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA.”
JO 14, 6.

“Jesus é o Amém!”
(Apocalipse 3,14)

“E disse-me mais: - Está cumprido. - Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim. A quem quer que tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida.”
Apocalipse 21:6

Jesus: “Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro.”
Apocalipse 22, 13

“As coisas antigas desapareceram.”  Ap. 21, 4.

“O FILHO DO HOMEM vai morrer... conforme a Escritura”: Kerigma em Mt 26, 24.

PROMESSAS QUE ACONTECERAM REALMENTE COM JESUS DE NAZARÉ!

1ª  PROMESSA:  JESUS É O DA GERAÇÃO DA MULHER
– O PROMETIDO NO PROTOEVANTELHO EM Gênesis 3
Gênesis  3, 14 Então Yahweh Deus determinou à serpente: “Porque fizeste isso, és maldita entre todos os animais domésticos e o és entre todos os animais selvagens! Rastejarás sobre o teu próprio ventre, e comerás do pó da terra todos os dias da tua vida.
15 Estabelecerei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o descendente dela; porquanto, este (O NOVO ADÃO: O DESCENTENTE DA NOVA EVA)/ESTA (DESCENDÊNCIA DA MULHER: NOVA EVA, CHEIA DE GRAÇA... MÃE DE JESUS!) te (satanás) ferirá a cabeça, e tu lhe (descendente e a descendência da mulher ou a mulher: Maria – Mãe do Senhor) picarás o calcanhar”.
1 João 3, 8,10
Aquele que vive habitualmente no pecado é do Diabo, pois o Diabo peca desde o princípio. Para isto, o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do Diabo. …
Romanos 16, 20
E, sem demora, o Deus da paz, esmagará Satanás debaixo dos vossos pés. A graça do nosso Senhor Jesus seja convosco! Saudações da equipe de Paulo

Atos 13, 10
“Tu estás cheio de toda mentira e malignidade. Filho do Diabo, inimigo de tudo o que é justo. Quando cessarás de perverter os retos caminhos do Senhor?

2ª  PROMESSA:  ELOGIO DA NUTRIZ OU MÃE DE JESUS
- NOS SALMOS E NO APOCALIPSE: PODEM-SE ABRICAR À MÃE DO SENHOR:

Salmo 139, 13 ss.
Para o mestre de música. Davídico. Um salmo.
13 Tu criaste o íntimo do meu ser
e me teceste no ventre de minha mãe.
14 Eu te louvo porque me fizeste
    de modo especial e admirável[b].
Tuas obras são maravilhosas!
Digo isso com convicção.
15 Meus ossos não estavam escondidos de ti
    quando em secreto fui formado
    e entretecido como nas profundezas da terra.
16 Os teus olhos viram o meu embrião;
todos os dias determinados para mim
    foram escritos no teu livro
    antes de qualquer deles existir.
17 Como são preciosos para mim
    os teus pensamentos, ó Deus!
Como é grande a soma deles!
18 Se eu os contasse, seriam mais
    do que os grãos de areia.
Se terminasse de contá-los[c],
    eu ainda estaria contigo.
23 Sonda-me, ó Deus,
    e conhece o meu coração;
prova-me, e conhece as minhas inquietações.
24 Vê se em minha conduta algo te ofende,
    e dirige-me pelo caminho eterno.”
Footnotes
139.8 Hebraico: Sheol. Essa palavra também pode ser traduzida por profundezas, pó ou morte.
139.14 A Septuaginta, a Versão Siríaca e os manuscritos do mar Morto dizem porque tu és tremendo e maravilhoso.
139.18 Ou Quando acordasse

https://www.biblica.com/bible/nvi-pt/salmos/139/nvi-pt/

Apocalipse12 - Ouvir
https://www.bibliaonline.com.br/acf/ap/12
1 E viu-se um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça.
2 E estava grávida, e com dores de parto, e gritava com ânsias de dar à luz.
3 E viu-se outro sinal no céu; e eis que era um grande dragão vermelho, que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre as suas cabeças sete diademas.
4 E a sua cauda levou após si a terça parte das estrelas do céu, e lançou-as sobre a terra; e o dragão parou diante da mulher que havia de dar à luz, para que, dando ela à luz, lhe tragasse o filho.
5 E deu à luz um filho homem que há de reger todas as nações com vara de ferro; e o seu filho foi arrebatado para Deus e para o seu trono.
6 E a mulher fugiu para o deserto, onde já tinha lugar preparado por Deus, para que ali fosse alimentada durante mil duzentos e sessenta dias.
7 E houve batalha no céu; Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão, e batalhavam o dragão e os seus anjos;
8 Mas não prevaleceram, nem mais o seu lugar se achou nos céus.
9 E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele.
10 E ouvi uma grande voz no céu, que dizia: Agora é chegada a salvação, e a força, e o reino do nosso Deus, e o poder do seu Cristo; porque já o acusador de nossos irmãos é derrubado, o qual diante do nosso Deus os acusava de dia e de noite.
11 E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram as suas vidas até à morte.
12 Por isso alegrai-vos, ó céus, e vós que neles habitais. Ai dos que habitam na terra e no mar; porque o diabo desceu a vós, e tem grande ira, sabendo que já tem pouco tempo.
13 E, quando o dragão viu que fora lançado na terra, perseguiu a mulher que dera à luz o filho homem.
14 E foram dadas à mulher duas asas de grande águia, para que voasse para o deserto, ao seu lugar, onde é sustentada por um tempo, e tempos, e metade de um tempo, fora da vista da serpente.
15 E a serpente lançou da sua boca, atrás da mulher, água como um rio, para que pela corrente a fizesse arrebatar.
16 E a terra ajudou a mulher; e a terra abriu a sua boca, e tragou o rio que o dragão lançara da sua boca.
17 E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo.”
https://www.bibliaonline.com.br/acf/ap/12

3ª  PROMESSA: Sinal de Contradição para Israel

“Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel.”
Isaías 7, 14
“E acontecerá que por causa da abundância do leite que elas hão de dar, comerá manteiga; e manteiga e mel comerá todo aquele que restar no meio da terra.”
Isaías 7, 22

4ª  PROMESSA:
Da Descendência de Davi:

E a multidão que ia adiante, e a que seguia, clamava, dizendo:
- Hosana ao Filho de Davi; bendito o que vem em nome do Senhor. Hosana nas alturas!”
Mateus 21, 9

“... e os meninos clamando no templo: Hosana ao Filho de Davi,
indignaram-se...”
Mateus 21, 15

Montado no jumentinho: entrada triunfal na Páscoa de Jerusalém.
“ 9 Alegre-se muito, cidade de Sião! Exulte, Jerusalém!
Eis que o seu rei vem a você, justo e vitorioso, humilde e montado num jumento,
um jumentinho, cria de jumenta.
10 Ele destruirá os carros de guerra de Efraim e os cavalos de Jerusalém,
e os arcos de batalha serão quebrados.
Ele proclamará paz às nações e dominará de um mar a outro,
e do Eufrates até aos confins da terra.”
(Zacarias 9:9-10; NVI) – Promessa no tempo em que os Gregos dominavam Israel. Leitura do tempo do advento – Liturgia da Igreja Católica Romana
https://defendendoafecrista.wordpress.com/2017/02/27/zacarias-99-10-e-uma-profecia-sobre-jesus/
“Ide à aldeia que está defronte de vós, e logo encontrareis uma jumenta presa, e um jumentinho com ela; desprendei-a, e trazei-mos.
E, se alguém vos disser alguma coisa, direis que o Senhor os há de mister;
e logo os enviará.
Ora, tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta, que diz:
Dizei à filha de Sião:
- Eis que o teu Rei aí te vem, Manso, e assentado sobre uma jumenta,
E sobre um jumentinho, filho de animal de carga.
E, indo os discípulos, e fazendo como Jesus lhes ordenara,
Trouxeram a jumenta e o jumentinho, e sobre eles puseram as suas vestes,
e fizeram-no assentar em cima.
E muitíssima gente estendia as suas vestes pelo caminho,
e outros cortavam ramos de árvores, e os espalhavam pelo caminho.
E a multidão que ia adiante, e a que seguia, clamava, dizendo:
- Hosana ao Filho de Davi; bendito o que vem em nome do Senhor. Hosana nas alturas!”
Mateus 21, 2-9

5ª  PROMESSA: sinal escatológico do Reino de Deus – defende o Templo e o povo de Deus.
“E entrou Jesus no templo de Deus, e expulsou todos os que vendiam e compravam no templo, e derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas;
E disse-lhes: Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração; mas vós a tendes convertido em covil de ladrões.
E foram ter com ele no templo cegos e coxos, e curou-os.”
Mateus 21:12-14

6ª  PROMESSA: Jesus é rejeitado pelas autoridades de seu tempo.
Jesus realiza sinais messiânicos e proféticos

“Vendo, então, os principais dos sacerdotes e os escribas as maravilhas...”
“ que fazia, e os meninos clamando no templo: Hosana ao Filho de Davi, indignaram-se...”
Mateus 21:15

“E, por último, enviou-lhes seu filho, dizendo: Terão respeito a meu filho.
Mas os lavradores, vendo o filho, disseram entre si: Este é o herdeiro; vinde, matemo-lo, e apoderemo-nos da sua herança.
E, lançando mão dele, o arrastaram para fora da vinha, e o mataram.
Quando, pois, vier o senhor da vinha, que fará àqueles lavradores?
Dizem-lhe eles: Dará afrontosa morte aos maus, e arrendará a vinha a outros lavradores, que a seu tempo lhe deem os frutos.”
Mateus 21, 37-41
“Diz-lhes Jesus: Nunca lestes nas Escrituras:
- A pedra, que os edificadores rejeitaram, essa foi posta por cabeça do ângulo;
pelo Senhor foi feito isto,
E é maravilhoso aos nossos olhos?
Portanto, eu vos digo que o reino de Deus vos será tirado, e será dado a uma nação que dê os seus frutos.
E, quem cair sobre esta pedra, despedaçar-se-á; e aquele sobre quem ela cair ficará reduzido a pó.
E os príncipes dos sacerdotes e os fariseus, ouvindo estas palavras, entenderam que falava deles;
E, pretendendo prendê-lo, recearam o povo, porquanto o tinham por profeta.”
Mateus 21, 42-46
Jesus Cura um Homem Cego de Nascença
João 9, 1. 39–41
“1  E passando Jesus, viu um homem cego de nascença. (...)
39  E disse-lhe Jesus: Eu vim a este mundo para juízo, a fim de que os que não veem vejam, e os que veem sejam cegos.
40  Aqueles dos fariseus, que estavam com ele, ouvindo isso, disseram-lhe: Também nós somos cegos?
41  Disse-lhes Jesus: Se fôsseis cegos, não teríeis pecado; mas agora dizeis: Vemos; por isso o vosso pecado permanece.”
https://www.lds.org/bible-videos/videos/jesus-heals-a-man-born-blind?lang=por

7º  PROMESSA: Inicia sua semana dolorosa – sua Paixão por Israel e pela Humanidade.
Jesus nasceu em Belém:
“E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre os milhares de Judá, de ti me sairá o que governará em Israel, e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade.”
Miquéias 5:2

A mensagem ou a Boa Nova chegará a todos os povos e ficará conosco até no fim dos tempos:

“E ele permanecerá, e apascentará ao povo na força do Senhor, na excelência do nome do Senhor seu Deus; e eles permanecerão, porque agora será engrandecido até aos fins da terra.”
Miquéias 5:4
“E o remanescente de Jacó estará no meio de muitos povos, como orvalho da parte do Senhor, como chuvisco sobre a erva, que não espera pelo homem, nem aguarda a filhos de homens.”
Miquéias 5:7

8ª  PROMESSA:

Jesus veio primeiro para os Herdeiros da Antiga Aliança, sem desprezar a Nova Aliança com todos os povos: Por que Deus estava com Jesus, Salvador universalmente e médico das almas todas. Jesus cura a todos e faz o bem a todas as pessoas de todas as nações com seus sinais e milagres e palavras de salvação.

“Mas ide antes às ovelhas perdidas.”
Mateus 10:6

“Todas as coisas me foram entregues por meu Pai; e ninguém conhece plenamente o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece plenamente o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar.
Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas.
Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo e leve.”
Mateus 11, 29 -30 “


9º  PROMESSA:

Jesus é a Palavra de Deus na História dos homens.  João 1, 14.

Prólogo do Evangelho de São João:  (1, 1-18): uma solene abertura, que anuncia as ideias mestras.
I. Manifestação de Jesus ao mundo (1, 19-12,50), como Messias, Filho de Deus, através de sinais, discursos e encontros. Distinguem-se aqui cinco grandes secções:
1. Primeiro ciclo da manifestação de Jesus: 1,19-4,54. Semana inaugural.
2. Jesus revela a sua divindade: Ele é «o Filho», igual ao Pai: 5, 1-47;
3. Jesus é «o Pão da Vida»: 6,1-71.
4. Jesus é «a luz do mundo»: grandes declarações messiânicas por ocasião das festas das Tendas e da Dedicação: 7,1-10,42.
5. Jesus é «a vida» do mundo: 11,1-12,50.
II. Revelação de Jesus aos seus (13,1-21,25): manifestação a todos como Messias e Filho de Deus através do “Grande Sinal”, por ocasião da sua Páscoa definitiva.
6. A Última Ceia: 13,1-17,26.
7. Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus: 18,1-20,29.
Epílogo (20,30-21,25): dupla conclusão. Aparição na Galileia.
http://www.capuchinhos.org/biblia/index.php/Evangelho_de_S%C3%A3o_Jo%C3%A3o
“E aconteceu que, quase oito dias depois destas palavras, tomou consigo a Pedro, a João e a Tiago, e subiu ao monte a orar.
E, estando ele orando, transfigurou-se a aparência do seu rosto, e a sua roupa ficou branca e mui resplandecente.
E eis que estavam falando com ele dois homens, que eram Moisés e Elias,
Os quais apareceram com glória, e falavam da sua morte, a qual havia de cumprir-se em Jerusalém.
E Pedro e os que estavam com ele estavam carregados de sono; e, quando despertaram, viram a sua glória e aqueles dois homens que estavam com ele.
E aconteceu que, quando aqueles se apartaram dele, disse Pedro a Jesus: Mestre, bom é que nós estejamos aqui, e façamos três tendas: uma para ti, uma para Moisés, e uma para Elias, não sabendo o que dizia.
E, dizendo ele isto, veio uma nuvem que os cobriu com a sua sombra; e, entrando eles na nuvem, temeram.
E saiu da nuvem uma voz que dizia: Este é o meu amado Filho; a ele ouvi.
E, tendo soado aquela voz, Jesus foi achado só; e eles calaram-se, e por aqueles dias não contaram a ninguém nada do que tinham visto.”
Lucas 9, 28-36

Os sinais de Jesus partem da cura segundo a fé!
“29 Tocou então os olhos deles, dizendo: Seja-vos feito segundo a vossa fé.”
Mateus 9, 29

Jesus cura por compaixão!
Jesus Cura um Homem Cego de Nascença
FONTE:
https://www.lds.org/bible-videos/videos/jesus-heals-a-man-born-blind?lang=por
João 9, 1–41
1  E passando Jesus, viu um homem cego de nascença.
2  E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?
3  Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi para que se manifestem nele as obras de Deus.
4  Convém que eu faça as obras daquele que me enviou enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar.
5  Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo.
6  Tendo dito isso, cuspiu na terra, e com o cuspe fez lodo, e untou com o lodo os olhos do cego.
7  E disse-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que significa Enviado). Foi, pois, e lavou-se, e voltou vendo.
8  Então os vizinhos, e aqueles que dantes tinham visto que era cego, diziam: Não é este aquele que estava assentado e mendigava?
9  Uns diziam: É este. E outros: Parece-se com ele. Ele dizia: Sou eu.
10  Diziam-lhe, pois: Como se te abriram os olhos?
11  Ele respondeu, e disse: O homem, chamado Jesus, fez lodo, e untou-me os olhos, e disse-me: Vai ao tanque de Siloé, e lava-te. E fui, e lavei-me, e vi.
12  Disseram-lhe, pois: Onde está ele? Ele disse: Não sei.
13  Levaram, pois, aos fariseus o que dantes era cego.
14  E era sábado quando Jesus fez o lodo e lhe abriu os olhos.
15  Tornaram, pois, também os fariseus a perguntar-lhe como vira, e ele lhes disse: Pôs-me lodo sobre os olhos, lavei-me, e vejo.
16  Por isso alguns dos fariseus diziam: Este homem não é de Deus, pois não guarda o sábado. Diziam outros: Como pode um homem pecador fazer tais sinais? E havia dissensão entre eles.
17  Tornaram, pois, a dizer ao cego: Tu, que dizes daquele que te abriu os olhos? E ele disse: Que é profeta.
18  Os judeus, porém, não creram que ele tivesse sido cego, e que agora visse, enquanto não chamaram os pais do que agora via.
19  E perguntaram-lhes, dizendo: É este o vosso filho, que vós dizeis ter nascido cego? Como, pois, vê agora?
20  Seus pais lhes responderam, e disseram: Sabemos que este é nosso filho, e que nasceu cego;
21  Mas como agora vê, não sabemos; ou quem lhe tenha aberto os olhos, não sabemos; tem idade, perguntai-lho a ele mesmo; e ele falará por si mesmo.
22  Seus pais disseram isso porque temiam os judeus. Porquanto já os judeus tinham resolvido que, se alguém confessasse ser ele o Cristo, fosse expulso da sinagoga.
23  Por isso é que seus pais disseram: Tem idade, perguntai-lho a ele mesmo.
24  Chamaram, pois, uma segunda vez o homem que tinha sido cego, e disseram-lhe: Dá glória a Deus; nós sabemos que esse homem é pecador.
25  Respondeu ele, pois, e disse: Se é pecador, não sei; uma coisa sei, é que, havendo eu sido cego, agora vejo.
26  E tornaram a dizer-lhe: Que te fez ele? Como te abriu os olhos?
27  Respondeu-lhes: Já vo-lo disse, e não ouvistes; para que o quereis tornar a ouvir? Quereis vós porventura fazer-vos também seus discípulos?
28  Então o injuriaram, e disseram: Discípulo dele sejas tu; nós, porém, somos discípulos de Moisés.
29  Nós bem sabemos que Deus falou a Moisés, mas este não sabemos de onde é.
30  O homem respondeu, e disse-lhes: Nisto, pois, está a maravilha, que vós não saibais de onde ele é, e me abrisse os olhos;
31  Ora, nós sabemos que Deus não ouve a pecadores; mas, se alguém é temente a Deus, e faz a sua vontade, a esse ouve.
32  Desde o princípio do mundo nunca se ouviu que alguém abrisse os olhos a um que nasceu cego.
33  Se este não fosse de Deus, nada poderia fazer.
34  Responderam eles, e disseram-lhe: Tu és nascido todo em pecados, e nos ensinas a nós? E expulsaram-no.
35  Jesus ouviu que o tinham expulsado, e encontrando-o, disse-lhe: Crês tu no Filho de Deus?
36  Ele respondeu, e disse: Quem é ele, Senhor, para que nele creia?
37  E Jesus lhe disse: Tu já o viste, e é aquele que fala contigo.
38  Ele disse: Creio, Senhor. E o adorou.
39  E disse-lhe Jesus: Eu vim a este mundo para juízo, a fim de que os que não veem vejam, e os que veem sejam cegos.
40  Aqueles dos fariseus, que estavam com ele, ouvindo isso, disseram-lhe: Também nós somos cegos?
41  Disse-lhes Jesus:
 - Se fôsseis cegos, não teríeis pecado; mas agora dizeis: Vemos; por isso o vosso pecado permanece.”

Jesus cura um paralítico no tanque de Betesda - João 5
https://www.youtube.com/watch?v=oZ1AJvuBkpA

Lucas 7
“11 Logo depois, Jesus foi a uma cidade chamada Naim,  e com ele iam os seus discípulos e uma grande multidão.
12 Ao se aproximar da porta da cidade, estava saindo o enterro do filho único de uma viúva; e uma grande multidão da cidade estava com ela.
13 Ao vê-la, o Senhor se compadeceu dela e disse: "Não chore".
14 Depois,  aproximou-se e tocou no caixão, e os que o carregavam pararam. Jesus disse: "Jovem, eu digo, levante-se!"
15 O jovem sentou-se e começou a conversar, e Jesus o entregou à sua mãe.
16 Todos ficaram cheios de temor e louvavam a Deus. "Um grande profeta se levantou dentre nós", diziam eles. "Deus interveio em favor do seu povo."
17 Essas notícias sobre Jesus espalharam-se por toda a Judeia e regiões circunvizinhas.

___
Marcos 8
22 Eles foram para Betsaida, e algumas pessoas trouxeram um cego a Jesus, suplicando-lhe que tocasse nele.
23Ele tomou o cego pela mão e o levou para fora do povoado. Depois de cuspir nos olhos do homem e impor-lhe as mãos, Jesus perguntou: "Você está vendo alguma coisa?"
24 Ele levantou os olhos e disse: "Vejo pessoas; elas parecem árvores andando".
25 Mais uma vez, Jesus colocou as mãos sobre os olhos do homem. Então seus olhos foram abertos, e sua vista lhe foi restaurada, e ele via tudo claramente.
26 Jesus mandou-o para casa, dizendo: "Não entre no povoado!"

____

“ Jesus disse-lhes que não contassem a ninguém o que tinha acontecido. Em seguida, pediu aos pais da menina que dessem a ela algo para comer.”
Marcos 5, 41–43

Jesus não admite o sensacionalismo e a hipocrisia a partir de sua cura.
“E os olhos se lhes abriram. E Jesus ameaçou-os, dizendo: Olhai que ninguém o saiba. Mas, tendo eles saído, divulgaram a sua fama por toda...”
Mateus 9:30,31
Jesus repreende a atribuição de seus sinais em fontes que não seja Deus e peca contra o Espírito Santo quem liga a cura de Jesus a ação dos demônios.
“Jesus disse-lhes que não contassem a ninguém o que tinha acontecido. Em seguida, pediu aos pais da menina que dessem a ela algo para comer.” Marcos 5:41–43
“31 Por esse motivo eu digo a vocês: Todo pecado e blasfêmia serão perdoados aos homens, mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada.
32 Todo aquele que disser uma palavra contra o Filho do homem será perdoado, mas quem falar contra o Espírito Santo não será perdoado, nem nesta era nem na que há de vir.”
Mateus 12, 31-32

10ª  PROMESSA: Jesus cumpre o Kerigma do Evangelho:

- Morrerei segundo a vontade de meu Pai:
Jesus é o verbo Encarnado – a Luz do mundo – a água viva – o bom pastor – A ressurreição e a Vida Eterna quando ressuscita Lázaro – A Videira –
“Evangelho de São João:  A concepção desta obra obedece a uma linha de pensamento teológico coerente e unificadora. Face aos vários esquemas propostos, limitamo-nos a assinalar as unidades do conjunto para deixar ver um pouco da sua riqueza e profundidade:
Prólogo (1,1-18): uma solene abertura, que anuncia as ideias mestras.
I. Manifestação de Jesus ao mundo (1,19-12,50), como Messias, Filho de Deus, através de sinais, discursos e encontros. Distinguem-se aqui cinco grandes secções:
1. Primeiro ciclo da manifestação de Jesus: 1,19-4,54. Semana inaugural.
2. Jesus revela a sua divindade: Ele é «o Filho», igual ao Pai: 5,1-47
3. Jesus é «o Pão da Vida»: 6,1-71.
4. Jesus é «a luz do mundo»: grandes declarações messiânicas por ocasião das festas das Tendas e da Dedicação: 7,1-10,42.
5. Jesus é «a vida» do mundo: 11,1-12,50.
II. Revelação de Jesus aos seus (13,1-21,25): manifestação a todos como Messias e Filho de Deus através do “Grande Sinal”, por ocasião da sua Páscoa definitiva.
6. A Última Ceia: 13,1-17,26.
7. Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus: 18,1-20,29.
Epílogo (20,30-21,25): dupla conclusão. Aparição na Galileia.”
http://www.capuchinhos.org/biblia/index.php/Evangelho_de_S%C3%A3o_Jo%C3%A3o
Disse Jesus: Tirai a pedra. Marta, irmã do defunto, disse-lhe: Senhor, já cheira mal, porque é já de quatro dias.
Disse-lhe Jesus: Não te hei dito que, se creres, verás a glória de Deus?
Tiraram, pois, a pedra de onde o defunto jazia. E Jesus, levantando os olhos para cima, disse: Pai, graças te dou, por me haveres ouvido.
Eu bem sei que sempre me ouves, mas eu disse isto por causa da multidão que está em redor, para que creiam que tu me enviaste.
E, tendo dito isto, clamou com grande voz: Lázaro, sai para fora.
E o defunto saiu, tendo as mãos e os pés ligados com faixas, e o seu rosto envolto num lenço. Disse-lhes Jesus: Desligai-o, e deixai-o ir.
Muitos, pois, dentre os judeus que tinham vindo a Maria, e que tinham visto o que Jesus fizera, creram nele.
Mas alguns deles foram ter com os fariseus, e disseram-lhes o que Jesus tinha feito.
Depois os principais dos sacerdotes e os fariseus formaram conselho, e diziam: Que faremos? porquanto este homem faz muitos sinais.
Se o deixamos assim, todos crerão nele, e virão os romanos, e tirar-nos-ão o nosso lugar e a nação.”
João 11:39-48

11ª  PROMESSA: Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus: 18,1-20,29.
“Disse-lhes, pois, Pilatos: Levai-o vós, e julgai-o segundo a vossa lei. Disseram-lhe então os judeus: A nós não nos é lícito matar pessoa alguma.
(Para que se cumprisse a palavra que Jesus tinha dito, significando de que morte havia de morrer).
Tornou, pois, a entrar Pilatos na audiência, e chamou a Jesus, e disse-lhe: Tu és o Rei dos Judeus?
Respondeu-lhe Jesus: Tu dizes isso de ti mesmo, ou disseram-to outros de mim?
Pilatos respondeu: Porventura sou eu judeu? A tua nação e os principais dos sacerdotes entregaram-te a mim. Que fizeste?
Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui.
Disse-lhe, pois, Pilatos: Logo tu és rei? Jesus respondeu: Tu dizes que eu sou rei. Eu para isso nasci, e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz.
Disse-lhe Pilatos: Que é a verdade? E, dizendo isto, tornou a ir ter com os judeus, ...”
João 18:31-38

“Se o deixamos assim, todos crerão nele, e virão os romanos, e tirar-nos-ão o nosso lugar e a nação.
E Caifás, um deles que era sumo sacerdote naquele ano, lhes disse: Vós nada sabeis,
Nem considerais que nos convém que um homem morra pelo povo, e que não pereça toda a nação.
Ora ele não disse isto de si mesmo, mas, sendo o sumo sacerdote naquele ano, profetizou que Jesus devia morrer pela nação.
E não somente pela nação, mas também para reunir em um corpo os filhos de Deus que andavam dispersos.
Desde aquele dia, pois, consultavam-se para o matarem.
Jesus, pois, já não andava manifestamente entre os judeus, mas retirou-se dali para a terra junto do deserto, para uma cidade chamada Efraim; e ali ficou com os seus discípulos.”
João 11:48-54

Mateus 17:1-13 – Transfiguração de Jesus no Tabor
“Seis dias depois, tomou Jesus consigo a Pedro, e a Tiago, e a João, seu irmão, e os conduziu em particular a um alto monte,
E transfigurou-se diante deles; e o seu rosto resplandeceu como o sol, e as suas vestes se tornaram brancas como a luz.
E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com ele.
E Pedro, tomando a palavra, disse a Jesus: Senhor, bom é estarmos aqui; se queres, façamos aqui três tabernáculos, um para ti, um para Moisés, e um para Elias.
E, estando ele ainda a falar, eis que uma nuvem luminosa os cobriu. E da nuvem saiu uma voz que dizia: Este é o meu amado Filho, em quem me comprazo; escutai-o.
E os discípulos, ouvindo isto, caíram sobre os seus rostos, e tiveram grande medo.
E, aproximando-se Jesus, tocou-lhes, e disse: Levantai-vos, e não tenhais medo.
E, erguendo eles os olhos, ninguém viram senão unicamente a Jesus.
E, descendo eles do monte, Jesus lhes ordenou, dizendo: A ninguém conteis a visão, até que o Filho do homem seja ressuscitado dentre os mortos.
E os seus discípulos o interrogaram, dizendo: Por que dizem então os escribas que é mister que Elias venha primeiro?
E Jesus, respondendo, disse-lhes: Em verdade Elias virá primeiro, e restaurará todas as coisas;
Mas digo-vos que Elias já veio, e não o conheceram, mas fizeram-lhe tudo o que quiseram. Assim farão eles também padecer o Filho do homem.
Então entenderam os discípulos que lhes falara de João o Batista.”
Mateus 17:1-13

Lucas 9:28-36
“E aconteceu que, quase oito dias depois destas palavras, tomou consigo a Pedro, a João e a Tiago, e subiu ao monte a orar.
E, estando ele orando, transfigurou-se a aparência do seu rosto, e a sua roupa ficou branca e mui resplandecente.
E eis que estavam falando com ele dois homens, que eram Moisés e Elias,
Os quais apareceram com glória, e falavam da sua morte, a qual havia de cumprir-se em Jerusalém.
E Pedro e os que estavam com ele estavam carregados de sono; e, quando despertaram, viram a sua glória e aqueles dois homens que estavam com ele.
E aconteceu que, quando aqueles se apartaram dele, disse Pedro a Jesus: Mestre, bom é que nós estejamos aqui, e façamos três tendas: uma para ti, uma para Moisés, e uma para Elias, não sabendo o que dizia.
E, dizendo ele isto, veio uma nuvem que os cobriu com a sua sombra; e, entrando eles na nuvem, temeram.
E saiu da nuvem uma voz que dizia: Este é o meu amado Filho; a ele ouvi.
E, tendo soado aquela voz, Jesus foi achado só; e eles calaram-se, e por aqueles dias não contaram a ninguém nada do que tinham visto.”
Lucas 9:28-36

“Depois disse a Tomé: Põe aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos; e chega a tua mão, e põe-na no meu lado; e não sejas incrédulo, mas crente.
E Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu!
Disse-lhe Jesus: Porque me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram.
Jesus, pois, operou também em presença de seus discípulos muitos outros sinais, que não estão escritos neste livro.
Estes, porém, foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome.”
João 20, 27-31

12ª  PROMESSA: Jesus é o SERVO SOFREDOR DE DEUS, simboliza realmente e cruentamente de fato o povo de Deus em sua trajetória para Deus na cruz. Obedeceu na dor e na cruz, ele é o crucificado e salvador dos homens todos.

“Era desprezado e o mais rejeitado entre os homens; homem de dores e que sabe o que é padecer […] Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados” (Isaías 53, 3,5).

13º PROMESSA: Jesus veio salvar e não julgar = não condenar. Julgar cabe ao Pai Eterno.
Jesus é o nosso Advogado.
O Espírito Santo é nosso Advogado também.

SEMANA SANTA:
ENTRADA TRIUNFAL EM JERUSALÉM: DOMINGO DE RAMOS
“Semana Santa começa no Domingo de Ramos, um domingo antes da Páscoa. Nesse dia, recordamos a entrada de Jesus em Jerusalém, pouco antes de sua morte.”
Nas festas da Páscoa Jerusalém transforma-se numa cidade mundial, a “capital religiosa” do mundo judaico no seio do Império romano. São mais de 100.000 que vão se juntar aos habitantes da cidade (entre (25.000 a 55.000). As pessoas começavam já a acampar em todos os espaços livres: junto às muralhas, nas colinas dos arredores e no monte das Oliveiras.

Neste clima de festa as pessoas se aproximam da cidade, o grupo de Jesus faz a mesma coisa. O último trecho Jesus quis percorrê-lo montado num jumento, como humilde peregrino que entra em Jerusalém desejando a todos a paz. Neste momento, contagiados pelo clima festivo da Páscoa e inflamados pela expectativa da iminente chegada do reino de Deus, na qual Jesus tanto insistia, começam a aclamá-lo. Alguns cortam qualquer ramo ou folhagem verde que cresce junto ao caminho, outros estendem suas túnica à sua passagem. Expressam sua fé no reino de Deus e seu agradecimento a Jesus. Não é uma recepção solene organizada para receber um personagem ilustre e poderoso. É uma homenagem espontânea dos discípulos e  seguidores que vêm com ele. Conforme se nos diz, os que o aclamam são peregrinos que “iam diante dele” ou que “o seguiam”. Provavelmente seu grito deve ter sido este “Hosanna! Bendito aquele que vem em nome do Senhor!
O gesto de Jesus era certamente intencional. Sua entrada em Jerusalém montado num jumento dizia mais do que muitas palavras. Jesus busca um reino de paz e justiça para todos, não um império construído com violência e opressão. Montado em seu jumentinho, aparece diante daqueles peregrinos como profeta, portador de uma ordem nova e diferente, oposta à ordem imposta pelos generais romanos, montados em seus cavalos de guerra. A humilde entrada de Jesus se transforma em sátira e zombaria das entradas triunfais que os romanos organizam para tomar posse das cidades conquistadas. Mais de um veria no gesto de Jesus uma engraçada crítica ao prefeito romano que, por esses mesmos dias, entrou em Jerusalém montado em seu poderoso cavalo, adornado com todos os símbolos de seu poder imperial.

(Detalhe histórico: Ninguém tem certeza de que isto aconteceu num domingo)

livro de José Antonio Pagola:  Jesus - aproximação histórica - Editora Vozes

HTTP://WWW.TERRABRASILEIRA.COM.BR/FOLCLORE3/L19SSANTA.HTML





Segunda-feira Santa: PRISÃO DE JESUS NO HORTO DAS OLIVEIRAS

Neste dia a Igreja recorda a prisão de Jesus. Depois da celebração da missa na Catedral de algumas cidades, o povo participa da Procissão do Senhor dos Passos, da Procissão do Encerro ou da Procissão do Depósito. Com o Senhor dos Passos preso, o povo vai até o adro de uma igreja, onde é feito o Sermão da Prisão. Apenas algumas igrejas ainda fazem esta celebração.

Terça-feira Santa: JESUS ENCONTRA SUA MÃE DOLOROSA NO CAMINHO DO CALVÁRIO

São comuns as chamadas vias-sacras solenes internas na terça-feira Santa. É um dia pedagógico, de reflexão e de reviver um dos momentos emocionantes do caminho de Jesus até o Calvário: o encontro com sua Mãe Maria, na chamada Procissão do Encontro, celebrada em todo o Brasil. Ao cair da tarde, após a missa, as mulheres conduzem o andor de Nossa Senhora das Dores enquanto os homens conduzem o andor de Nosso Senhor dos Passos. Em alguma praça ou lugar simbólico predeterminado se dá encontro dos dois andores e dos fiéis. Diante desse encontro dramático, o pregador faz o Sermão do Encontro. Nesse dia, costuma ocorrer a primeira Bênção do Santo Lenho, em geral na Catedral das cidades.
Quarta-feira Santa: PROCISSÃO DA SOLIDÃO E OFÍCIO DE TREVAS
(último dia da quaresma)

Este dia é dedicado, em diversos locais, à Nossa Senhora das Dores. Celebram-se missas e procede-se a Unção dos Enfermos. Depois da celebração da missa vespertina realiza-se a Procissão da Soledade. Maria na sua caminhada de dor. Propicia-se a Meditação das Dores e em alguns locais celebra-se o Ofício de Trevas.  A procissão encena a prisão de Jesus Cristo

Quinta-feira Santa: EUCARISTIA, SACERDÓCIO, LAVA-PÉS - Tríduo Pascal: Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus.
(Início da Páscoa)

Jesus instituiu a Eucaristia e o sacerdócio. Durante a Páscoa judaica Jesus celebrou pela última vez com os seus apóstolos uma santa ceia. Segundo os evangelhos sinópticos, no decorrer da ceia pascal Ele instituiu o memorial deste seu sacrifício (Eucaristia), dando aos apóstolos o poder e a missão (ordenação sacerdotal) de o renovarem para santificação dos que creem
(]o 13,1-7).

Nesse dia da instituição da Eucaristia começa o Tríduo Pascal: Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus. Nas catedrais ocorre a Bênção dos Santos Óleos pelo bispo e a Renovação das Promessas Presbiteriais com clero. À noite, celebra-se a Santa Ceia e o Lava-pés. O sermão desta missa é o Sermão do Mandato ou do Novo Mandamento e fala sobre a caridade ensinada e recomendada por Jesus.
Desnudação dos Altares, o Lava - pés, a trasladação do Santíssimo Sacramento e a Adoração até a Sexta-feira Santa por volta das 15h.

 Páscoa dos judeus, o “Pessach”, que significa passagem em língua hebraica. Durante esta refeição, Jesus partiu o pão e deu aos seus discípulos dizendo: “isto é o meu corpo que será entregue por vós. Fazei isto em memória de mim”. Depois pegou o cálice com vinho e deu a todos, dizendo: “Este cálice é a nova aliança no meu sangue - Fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim. Assim, todas as vezes que comerdes deste pão e beberdes deste cálice, lembrais a morte do Senhor, até que Ele venha” (1Cor 11,23-26).
Durante esta refeição Jesus lavou os pés de seus discípulos (lava-pés), para mostrar que todos nós devemos ser humildes e servir os outros.
Após sua despedida, Jesus mal pôde desfrutar de algumas horas de liberdade. Por volta da meia-noite foi capturado pela polícia do templo num horto situado no vale do Cedron, ao pé do monte das Oliveiras, para onde se havia retirado para rezar.
Sexta-feira Santa: jejum e abstinência de carne, rememora-se a morte de Jesus.
via-sacra e bênção do Santo Lenho. Confissões.
Sermão do Descendimento da Cruz.
Cristo no esquife: a Procissão do Enterro ou do Senhor Morto e o cântico de Verônica
Sermão das Sete Palavras, comunhão e Adoração da Cruz

(Sexta-feira da Paixão)

Nesse dia de jejum e abstinência de carne, rememora-se a morte de Jesus. Segue-se Cristo até o Calvário contemplando suas dores, com via-sacra e bênção do Santo Lenho. Propiciam-se confissões e a cerimônia do Perdão da Família. Por volta das 15 horas acontece a Celebração da Tarde com a leitura e o Sermão das Sete Palavras, comunhão e Adoração da Cruz. À noite, no adro ou mesmo no interior de algumas igrejas,  acontecem dramatizações e o Sermão do Descendimento da Cruz. Cristo é colocado num esquife e segue a Procissão do Enterro ou do Senhor Morto ao som de matracas, marcha fúnebre e o cântico de Verônica.

Em muitas localidades brasileiras existem capelas no exterior da igreja, para cada estação da via-sacra. Nas cidades históricas de Minas Gerais e outros estados, há visitação dos Passos e Passinhos, as cenas da via-sacra, as procissões da Semana Santa.
Encenação em Nova Jerusalém - Pernambuco - Foto Divulgação
A encenação da Paixão de Cristo realizada em várias cidades brasileiras...
É realizada desde 1968 e já atraiu mais de três milhões de espectadores.
Encenação da Paixão: http://guiadoturista.uol.com.br/roteiros/familia/cidades-onde-paixao-de-cristo-e-encenada
(Ver Via Sacra no menu lateral)

Sábado Santo: Jesus está no sepulcro.
Bênção do fogo novo e do Círio Pascal;
a proclamação da Páscoa, canto de júbilo da Ressurreição do Senhor;
a Liturgia da Palavra, série de leituras sobre a História da Salvação;
a renovação das promessas do batismo e a Liturgia Eucarística
(Sábado da Aleluia)

O dia deveria ser de recolhimento, silêncio, penitência e oração. Pela manhã, celebra -se o Ofício das Comunidades com o canto dos salmos. Ao meio-dia ocorre a Malhação de Judas em diversas cidades.
Às 22h tem início a Vigília Pascal. É a chamada "A mãe de todas as santas vigílias".
A Igreja mantém-se de vigília à espera da vitória do Senhor sobre a morte. Cinco elementos a compõem: a bênção do fogo novo e do Círio Pascal; a proclamação da Páscoa, que é um canto de júbilo anunciando a Ressurreição do Senhor; a Liturgia da Palavra, que é uma série de leituras sobre a História da Salvação; a renovação das promessas do batismo e, por fim, a Liturgia Eucarística em que toda humanidade é convidada a passar das trevas para a luz, do pecado à santidade, da morte à vida, com o acendimento das velas de todos os participantes.


O Papa Bento XVI, advertiu: "Embora ele (Judas) se tenha enforcado, não cabe a nós julgar o seu gesto, sobrepondo-nos a Deus infinitamente misericordioso e justo". O Papa Bento XVI classificou como um mistério o fato de Jesus haver incluído Judas Iscariotes entre os seus discípulos, sabendo que ele iria traí-lo, e outro mistério a sua sorte eterna, quando se sabe que ele se arrependeu e devolveu as 30 moedas de prata aos sumos sacerdotes e anciãos, dizendo: "eu entreguei sangue inocente".
Nessa ocasião o papa disse que, após haver falado dos outros apóstolos nas audiências anteriores, não poderia deixar de mencionar "aquele que é sempre citado em último lugar na lista dos 12" Embora os evangelistas se refiram a Judas como aquele que ia trair Jesus, o verbo trair é a versão de uma palavra grega que significa "entregar", observou o papa, e acrescentou: "em seu misterioso projeto de salvação, Deus assume o gesto indesculpável de Judas como ocasião do dom total do Filho pela salvação do mundo".
Domingo de Páscoa

A vida vence a morte! Em alguns locais, ocorre a Procissão da Ressurreição com banda e coral. Ela representa a caminhada do povo que se alegra e exulta de alegria por poder aclamar e seguir o Cristo glorioso, imortal. As velas simbolizam a fé ardente no Cristo vivo, Senhor da História. Ao término da procissão, celebra-se a Missa da Ressurreição. É a tradicional missa do Domingo de Páscoa.

A etimologia hebraica da palavra páscoa, pessah, é incerta. No Antigo Testamento esse termo é empregado com o sentido de passagem. Em primeiro lugar, como memorial da passagem do anjo exterminador dos primogênitos do Egito, poupando as casas dos hebreus, assinaladas com o sangue do cordeiro (Ex 12,12-27). Deus é quem passa e visita o seu povo. Em segundo lugar, como passagem dos israelitas, a salvo, pelo Mar Vermelho. A libertação da escravidão no Egito.
Os cristãos deram novo significado à palavra páscoa, como passagem da morte para a vida.

A celebração anual da Páscoa foi sistematizada pela Igreja no século II. No começo, as igrejas do Oriente, próximas da tradição judaicas, celebravam a Páscoa no 14 Nisan, qualquer que fosse o dia a semana. A Igreja Católica sempre celebrou a Páscoa no Domingo da Ressurreição.

(Ver Páscoa no menu lateral)
Fontes: Guia de Curiosidades católicas / Evaristo Eduardo de Miranda. - Petrópolis, RJ : Vozes, 2007
              Jesus: aproximação histórica / José Antonio Pagola ; tradução de Gentil Avelino Titton. - 5. ed. Petrópolis, RJ : Vozes 2012
http://www.terrabrasileira.com.br/folclore3/l19ssanta.html
Salmos 118
…25Rogamos a ti, ó SENHOR, salva-nos e faze-nos prosperar. 26Bendito seja o que vem em Nome do SENHOR. Da Casa do Eterno nós vos abençoamos! 27O SENHOR é Deus, e Ele fez resplandecer sobre nós a sua luz. Trançai as guirlandas da festa até as pontas do altar!…

Mateus 21:9
E as multidões, tanto as que iam adi-ante dele, quanto as que o seguiam, proclamavam: “Hosana ao Filho de Davi! ‘Bendito seja Ele que vem em o Nome do Senhor!’ Hosana nas alturas!”

Marcos 11:9
Tanto os que caminhavam adiante dele, como os que seguiam após, proclamavam: “Hosana! Bendito é o que vem em Nome do Senhor!

Lucas 19
…37Ao chegar próximo da descida do monte das Oliveiras, toda a multidão dos discípulos começou a louvar a Deus com grande alegria e em alta voz, por todos os milagres que haviam visto. E exclamavam:38“Bendito é o rei que vem em Nome do Senhor! Paz no céu e glória nas maiores alturas!” 39Porém, alguns dos fariseus que estavam no meio da grande multidão sugeriram a Jesus: “Mestre! Repreende os teus discípulos!” …

João 12:13
pegou ramos de palmeiras e saiu ao seu encontro, exultando: “Hosana! Bendito o que vem em o Nome do Senhor! Bendito o Rei de Israel!”

Lucas 13:35
Eis que a vossa Casa vos ficará desabitada! E, com toda a certeza vos asseguro, que não mais me vereis até que venhais a proclamar: ‘Bendito o que vem em nome do Senhor!”

Segunda-feira Santa: PRISÃO DE JESUS NO HORTO DAS OLIVEIRAS

Neste dia a Igreja recorda a prisão de Jesus. Depois da celebração da missa na Catedral de algumas cidades, o povo participa da Procissão do Senhor dos Passos, da Procissão do Encerro ou da Procissão do Depósito. Com o Senhor dos Passos preso, o povo vai até o adro de uma igreja, onde é feito o Sermão da Prisão. Apenas algumas igrejas ainda fazem esta celebração.

Terça-feira Santa: JESUS ENCONTRA SUA MÃE DOLOROSA NO CAMINHO DO CALVÁRIO

São comuns as chamadas vias-sacras solenes internas na terça-feira Santa. É um dia pedagógico, de reflexão e de reviver um dos momentos emocionantes do caminho de Jesus até o Calvário: o encontro com sua Mãe Maria, na chamada Procissão do Encontro, celebrada em todo o Brasil. Ao cair da tarde, após a missa, as mulheres conduzem o andor de Nossa Senhora das Dores enquanto os homens conduzem o andor de Nosso Senhor dos Passos. Em alguma praça ou lugar simbólico predeterminado se dá encontro dos dois andores e dos fiéis. Diante desse encontro dramático, o pregador faz o Sermão do Encontro. Nesse dia, costuma ocorrer a primeira Bênção do Santo Lenho, em geral na Catedral das cidades.
Quarta-feira Santa: PROCISSÃO DA SOLIDÃO E OFÍCIO DE TREVAS
(último dia da quaresma)

Este dia é dedicado, em diversos locais, à Nossa Senhora das Dores. Celebram-se missas e procede-se a Unção dos Enfermos. Depois da celebração da missa vespertina realiza-se a Procissão da Soledade. Maria na sua caminhada de dor. Propicia-se a Meditação das Dores e em alguns locais celebra-se o Ofício de Trevas.  A procissão encena a prisão de Jesus Cristo

Quinta-feira Santa: EUCARISTIA, SACERDÓCIO, LAVA-PÉS - Tríduo Pascal: Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus.
(Início da Páscoa)

Jesus instituiu a Eucaristia e o sacerdócio. Durante a Páscoa judaica Jesus celebrou pela última vez com os seus apóstolos uma santa ceia. Segundo os evangelhos sinópticos, no decorrer da ceia pascal Ele instituiu o memorial deste seu sacrifício (Eucaristia), dando aos apóstolos o poder e a missão (ordenação sacerdotal) de o renovarem para santificação dos que creem
(]o 13,1-7).

Nesse dia da instituição da Eucaristia começa o Tríduo Pascal: Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus. Nas catedrais ocorre a Bênção dos Santos Óleos pelo bispo e a Renovação das Promessas Presbiteriais com clero. À noite, celebra-se a Santa Ceia e o Lava-pés. O sermão desta missa é o Sermão do Mandato ou do Novo Mandamento e fala sobre a caridade ensinada e recomendada por Jesus.
Desnudação dos Altares, o Lava - pés, a trasladação do Santíssimo Sacramento e a Adoração até a Sexta-feira Santa por volta das 15h.

 Páscoa dos judeus, o “Pessach”, que significa passagem em língua hebraica. Durante esta refeição, Jesus partiu o pão e deu aos seus discípulos dizendo: “isto é o meu corpo que será entregue por vós. Fazei isto em memória de mim”. Depois pegou o cálice com vinho e deu a todos, dizendo: “Este cálice é a nova aliança no meu sangue - Fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim. Assim, todas as vezes que comerdes deste pão e beberdes deste cálice, lembrais a morte do Senhor, até que Ele venha” (1Cor 11,23-26).
Durante esta refeição Jesus lavou os pés de seus discípulos (lava-pés), para mostrar que todos nós devemos ser humildes e servir os outros.
Após sua despedida, Jesus mal pôde desfrutar de algumas horas de liberdade. Por volta da meia-noite foi capturado pela polícia do templo num horto situado no vale do Cedron, ao pé do monte das Oliveiras, para onde se havia retirado para rezar.
Sexta-feira Santa: jejum e abstinência de carne, rememora-se a morte de Jesus.
via-sacra e bênção do Santo Lenho. Confissões.
Sermão do Descendimento da Cruz.
Cristo no esquife: a Procissão do Enterro ou do Senhor Morto e o cântico de Verônica
Sermão das Sete Palavras, comunhão e Adoração da Cruz

(Sexta-feira da Paixão)

Nesse dia de jejum e abstinência de carne, rememora-se a morte de Jesus. Segue-se Cristo até o Calvário contemplando suas dores, com via-sacra e bênção do Santo Lenho. Propiciam-se confissões e a cerimônia do Perdão da Família. Por volta das 15 horas acontece a Celebração da Tarde com a leitura e o Sermão das Sete Palavras, comunhão e Adoração da Cruz. À noite, no adro ou mesmo no interior de algumas igrejas,  acontecem dramatizações e o Sermão do Descendimento da Cruz. Cristo é colocado num esquife e segue a Procissão do Enterro ou do Senhor Morto ao som de matracas, marcha fúnebre e o cântico de Verônica.

Em muitas localidades brasileiras existem capelas no exterior da igreja, para cada estação da via-sacra. Nas cidades históricas de Minas Gerais e outros estados, há visitação dos Passos e Passinhos, as cenas da via-sacra, as procissões da Semana Santa.
Encenação em Nova Jerusalém - Pernambuco - Foto Divulgação
A encenação da Paixão de Cristo realizada em várias cidades brasileiras...
É realizada desde 1968 e já atraiu mais de três milhões de espectadores.
Encenação da Paixão: http://guiadoturista.uol.com.br/roteiros/familia/cidades-onde-paixao-de-cristo-e-encenada
(Ver Via Sacra no menu lateral)

Sábado Santo: Jesus está no sepulcro.
Bênção do fogo novo e do Círio Pascal;
a proclamação da Páscoa, canto de júbilo da Ressurreição do Senhor;
a Liturgia da Palavra, série de leituras sobre a História da Salvação;
a renovação das promessas do batismo e a Liturgia Eucarística
(Sábado da Aleluia)

O dia deveria ser de recolhimento, silêncio, penitência e oração. Pela manhã, celebra -se o Ofício das Comunidades com o canto dos salmos. Ao meio-dia ocorre a Malhação de Judas em diversas cidades.
Às 22h tem início a Vigília Pascal. É a chamada "A mãe de todas as santas vigílias".
A Igreja mantém-se de vigília à espera da vitória do Senhor sobre a morte. Cinco elementos a compõem: a bênção do fogo novo e do Círio Pascal; a proclamação da Páscoa, que é um canto de júbilo anunciando a Ressurreição do Senhor; a Liturgia da Palavra, que é uma série de leituras sobre a História da Salvação; a renovação das promessas do batismo e, por fim, a Liturgia Eucarística em que toda humanidade é convidada a passar das trevas para a luz, do pecado à santidade, da morte à vida, com o acendimento das velas de todos os participantes.


O Papa Bento XVI, advertiu: "Embora ele (Judas) se tenha enforcado, não cabe a nós julgar o seu gesto, sobrepondo-nos a Deus infinitamente misericordioso e justo". O Papa Bento XVI classificou como um mistério o fato de Jesus haver incluído Judas Iscariotes entre os seus discípulos, sabendo que ele iria traí-lo, e outro mistério a sua sorte eterna, quando se sabe que ele se arrependeu e devolveu as 30 moedas de prata aos sumos sacerdotes e anciãos, dizendo: "eu entreguei sangue inocente".
Nessa ocasião o papa disse que, após haver falado dos outros apóstolos nas audiências anteriores, não poderia deixar de mencionar "aquele que é sempre citado em último lugar na lista dos 12" Embora os evangelistas se refiram a Judas como aquele que ia trair Jesus, o verbo trair é a versão de uma palavra grega que significa "entregar", observou o papa, e acrescentou: "em seu misterioso projeto de salvação, Deus assume o gesto indesculpável de Judas como ocasião do dom total do Filho pela salvação do mundo".
Domingo de Páscoa

A vida vence a morte! Em alguns locais, ocorre a Procissão da Ressurreição com banda e coral. Ela representa a caminhada do povo que se alegra e exulta de alegria por poder aclamar e seguir o Cristo glorioso, imortal. As velas simbolizam a fé ardente no Cristo vivo, Senhor da História. Ao término da procissão, celebra-se a Missa da Ressurreição. É a tradicional missa do Domingo de Páscoa.

A etimologia hebraica da palavra páscoa, pessah, é incerta. No Antigo Testamento esse termo é empregado com o sentido de passagem. Em primeiro lugar, como memorial da passagem do anjo exterminador dos primogênitos do Egito, poupando as casas dos hebreus, assinaladas com o sangue do cordeiro (Ex 12,12-27). Deus é quem passa e visita o seu povo. Em segundo lugar, como passagem dos israelitas, a salvo, pelo Mar Vermelho. A libertação da escravidão no Egito.
Os cristãos deram novo significado à palavra páscoa, como passagem da morte para a vida.

A celebração anual da Páscoa foi sistematizada pela Igreja no século II. No começo, as igrejas do Oriente, próximas da tradição judaicas, celebravam a Páscoa no 14 Nisan, qualquer que fosse o dia a semana. A Igreja Católica sempre celebrou a Páscoa no Domingo da Ressurreição.

(Ver Páscoa no menu lateral)
Fontes: Guia de Curiosidades católicas / Evaristo Eduardo de Miranda. - Petrópolis, RJ : Vozes, 2007
              Jesus: aproximação histórica / José Antonio Pagola ; tradução de Gentil Avelino Titton. - 5. ed. Petrópolis, RJ : Vozes 2012
http://www.terrabrasileira.com.br/folclore3/l19ssanta.html

1º  PROMESSA:  Jesus é o Servo Sofredor de Deus – assume nossos pecados no madeiro – expia nossas culpas como ovelhas pura e sem defeito no holocausto


Via-Sacra-15 Estações
Folders da Semana santa e via-sacra – editora Paulus
http://www.paulus.com.br/loja/viasacra15-estacoes_p_2404.html?utm_campaign=sugestao_produto&utm_medium=menu_esearch&utm_source=loja
VIA SACRA - REDE SÉCULO XXI - RS21 - 2018 - VÍDEO EM BRANCO E PRETO. LINDO E MELODICAMENTE PIEDOSO!
JESUS MORREU PARA NOS CURAR DO PECADO, RESSUSCITOU PARA NOS ELEVAR AO PAI PELA CORAGEM DO ESPIRITO SANTO DE DEUS - PARA TODO O SEMPRE... NÓS FOMOS FEITOS PARA A ETERNIDADE, NÃO PARA A MORTE, A DOR, O PECADO, O MAL...

SÓ É FELIZ QUEM O BEM FAZ AQUI E DESFRUTA DE SEUS DONS E EFEITOS NA ETERNIDADE FELIZ E SEM FIM.

AMÉM.

__________________________

LINDA E PIEDOSA VIA-SACRA

Gabriel Zavitoski
Publicado em 2 de mar de 2018
Percorramos os caminhos da Paixão do Senhor por esta piedosa Via Sacra de Bento XVI: https://goo.gl/9yN3hB | Prepare-se para a Quaresma: https://goo.gl/j5cb4v

Vídeo produzido pela Rede Século 21.

::: Acompanhe esta piedosa Via Sacra :::

A morrer crucificado
Teu Jesus é condenado,
/ Por teus crimes, pecador / (2x)

Pela Virgem Dolorosa,
Vossa Mãe tão piedosa,
/ Perdoai-me meu Jesus! / (2x)

https://www.youtube.com/watch?v=lyIZBVJxkGc

Encantado pela voz do cantor, Clayton Dias e a cantora Maria do Rosário

flaviolaamaral
Publicado em 24 de mar de 2016

https://www.youtube.com/watch?v=U1ncC2Bzxqo

____________

Deus nos criou para vivermos numa grande família da qual ele é o pai – o Pai nosso; uma família em que o amor e o perdão estejam no coração de todos. Jesus traduziu isso com a advertência: “Vós sois todos irmãos! ” (Mt 23,8 – Lema da CF 2018).

A CF 2018 pretende “refletir sobre a realidade da violência, rezar por todos os que sofrem violência e unir as forças da comunidade para superá-la”. Afinal, “os índices de violência no Brasil superam significativamente os números de países que se encontram em guerra ou que são vítimas frequentes de atentados terroristas”. Tal Campanha tem por objetivo, também, “construir a fraternidade, promovendo a cultura da paz, da reconciliação e da justiça, à luz da Palavra de Deus, como caminho de superação da violência” (Texto-Base da CF).

https://www.rs21.com.br/noticias/vos-sois-todos-irmaos/
____________________

A Rede Século 21 acaba de divulgar o clipe da música “A morrer crucificado”, retratando os caminhos percorridos por Jesus rumo ao Calvário.

Na voz do cantor, Clayton Dias, a canção é uma colaboração com a cantora Maria do Rosário e faz parte do CD “As mais lindas canções da Igreja Católica”.

A intenção é promover uma prática devocional religiosa através da música, meditando simultaneamente na Paixão de Cristo.

Acompanhe o Clipe:

https://www.rs21.com.br/noticias/rede-seculo-21-lanca-clipe-sobre-a-via-sacra/

___

    “Nós vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos, porque pela vossa santa cruz remistes o mundo”.

    1ª Estação

A morrer crucificado, teu Jesus é condenado, por teus crimes, pecador…

Pela virgem dolorosa, Vossa mãe tão piedosa, perdoai-me meu Jesus…

 

2ª Estação

Com a cruz é carregado, e do peso acabrunhado, vai morrer por teu amor…

 

3ª Estação

Pela cruz tão oprimido, cai Jesus desfalecido, pela tua salvação…

 

4ª Estação

De Maria lacrimosa, no encontro lastimosa, vê a imensa compaixão…

 

5ª Estação

Em extremo desmaiado, teve auxílio tão cansado, recebendo o Cireneu…

 

6ª Estação

O seu rosto ensanguentado, por Verônica é enxugado, eis no pano apareceu…

 

7ª Estação

Outra vez desfalecido, pelas dores abatido, cai por terra o salvador…

 

8ª Estação

Das mulheres piedosas, de Sião filhas chorosas, é Jesus consolador…

 

9ª Estação

Cai terceira vez prostrado, pelo peso redobrado, dos pecados e da cruz…

 

10ª Estação

Dos vestidos despojado, por alguns maltratado, eu vos vejo meu Jesus…

 

11ª Estação

Sois por mim na cruz pregado, insultado blasfemado, com cegueira e com furor…

 

12ª Estação

Por meus crimes padecestes, meu Jesus por mim morrestes, ó que grande a minha dor…

 

13ª Estação

Do madeiro vos tiraram, e à mãe vos entregaram, com que dor e compaixão…

 

14ª Estação

No sepulcro vos deixaram, sepultado vos choraram, magoado coração…

 

Meu Jesus, por vossos passos, recebei em vossos braços, a mim, pobre pecador…

 

Nathalia Lino, da Redação RS21

__________________

https://www.rs21.com.br/campanha-via-sacra-campanha/

_____________________

Meditação da Via Sacra com Pe. Air José

https://www.rs21.com.br/via-sacra/

________________________
J B Pereira e https://www.rs21.com.br/noticias/rede-seculo-21-lanca-clipe-sobre-a-via-sacra/
Enviado por J B Pereira em 30/03/2018
Reeditado em 30/03/2018
Código do texto: T6295044
Classificação de conteúdo: seguro
 

AS DOZE PALAVRAS DE JESUS
https://pt.wikipedia.org/wiki/Sete_frases_de_Jesus_na_cruz
Primeira palavra
"Pai, perdoai-os porque eles não sabem o que fazem." (Lucas 23:34).
Esta primeira frase foi dita em forma de prece para que Deus perdoasse a ignorância daqueles que o crucificavam: os soldados romanos e a multidão que o acusava. Reflete e confirma uma exortação anterior de Jesus, quando instava a seus seguidores que amassem e perdoassem seus inimigos (Mateus 5:44). Alguns manuscritos antigos omitem a menção àquela frase[1], pois verdadeiramente Jesus sabia que eles estava agindo sem pensar.
Segunda palavra
Mais informações: Bom ladrão: DIMAS  e Mau ladrão: GESTAS
"Em verdade eu te digo hoje estarás comigo no Paraíso." (Lucas 23:43).
No momento em que Jesus é crucificado, dois ladrões também o são, e suas cruzes se erguem ladeando a de Jesus. O ladrão à sua direita reconhece sua inocência, e pede que seja lembrado quando Jesus entrar em seu Reino, e Jesus lhe responde daquela forma. A versão original nos manuscritos gregos não traz pontuação, permitindo alguma confusão de sentidos pelo possível deslocamento da prosódia, gerando a alternativa "Em verdade eu te digo, hoje estarás comigo no Paraíso". Alguns manuscritos dos séculos posteriores contêm pontuação, mas com a variação da posição da vírgula.[2][3] Esta dubiedade tem sido causa de debates entre católicos e protestantes sobre a existência ou não de um estágio intermediário entre a vida física e o Paraíso, chamado de Purgatório. Aparentemente, a aceitação da versão sem pausa após hoje, como consta no subtítulo, exime o chamado Bom Ladrão de uma passagem pelo Purgatório, e tem sido invocada para os protestantes negarem sua existência[4][5]
Terceira palavra
Mais informações: Stabat Mater
"Mulher' Eis aí o seu filho...Então disse ao discíplo:Eis aí tua mãe... " (João 19:26-27).
Jesus, do alto da cruz, contempla os poucos amigos que o seguiram até o Calvário, e com aquelas palavras confia seu discípulo (cujo nome não é citado, mas crê-se que seja João) aos cuidados de sua mãe Maria, e ela a ele. A Igreja Católica costuma tomar esta incumbência simbolicamente, como Maria sendo entregue a toda a igreja nascente, como imagem de sua maternidade universal, e como uma prova de que ela não tinha outros filhos, que poderiam cuidar dela. Se eles existissem, tal afiliação seria considerada insultuosa aos negligenciados irmãos de Jesus, no contexto da cultura judaica do século I [carece de fontes].
Quarta palavra
"Elí, Elí, lama sabactani? (Deus, meu Deus, por que me abandonaste?)" (Mateus 27:46 e Marcos 15:34).
Esta frase é uma que se destaca no conjunto, por ter sido a única registrada tanto por Marcos como por Mateus, e por ter sido transmitida a nós em uma outra língua, o aramaico. Expressa o sentimento de total abandono experimentado por Jesus em seu sacrifício e a necessidade de enfrentar a agonia sem qualquer valimento, nem mesmo o divino, a fim de cumprir seu desígnio e realizar sua obra de salvação [carece de fontes].
Quinta palavra
"Tenho sede". (João 19:28)
Aqui fica patente a natureza humana de Jesus, não era uma reclamação ou um pedido, mas uma afirmação clara de que Ele era de carne e osso, tinha fome e sede como todos os humanos. E, é por isso, que Ele se compadece de nós, pois Ele conhece todas as nossas dores (Hebreus 4:14-15)
Sexta palavra
"Está consumado" (João 19:30)
Jesus declara que tudo o que devia ser feito foi cumprido e é interpretada como um sinal de que a obra de salvação se tornará eficaz por intermédio de seu sacrifício em prol de todos os homens[carece de fontes].
Sétima palavra
"Pai, em tuas mãos entrego meu espírito". (Lucas 23:46)
Terminada sua agonia, Jesus se abandona aos cuidados de seu Pai e, assim fazendo, expira.
As sete palavras na cultura
Este ciclo de frases foi tomado como ponto de partida para diversas criações musicais de importantes compositores eruditos, das quais as mais notáveis são:
As sete palavras de Jesus Cristo na Cruz, oratório de Heinrich Schütz
As sete últimas palavras de nosso Salvador, um oratório e uma versão para vozes e quarteto de cordas, de Joseph Haydn
As sete últimas palavras de nosso Salvador, um oratório de Saverio Mercadante
As sete últimas palavras de Cristo, de César Franck

Jesus é traído por Judas!  Jesus é traído no contexto da Páscoa.

“Eles fizeram como Jesus lhes havia ordenado, e prepararam a páscoa.
À tarde estava ele sentado à mesa com os doze discípulos.
Enquanto comiam, declarou Jesus: Em verdade vos digo que um de vós me trairá. Eles, muitíssimo contristados, começaram um por um a perguntar-lhe: Porventura sou eu, Senhor?”
Mateus 26:19-22
 
“Ele respondeu:
-O que põe comigo a mão no prato, esse é o que me trairá.
O Filho do homem vai-se, segundo está escrito a seu respeito,
mas ai daquele por quem o Filho do homem é traído!
- Melhor fora para esse homem se não houvesse nascido. Judas, que o traiu, perguntou:
-Porventura sou eu, Mestre? Respondeu-lhe Jesus: Tu o disseste.”

Mateus 26:23-25

1º  PROMESSA:
 Jesus é negado por Pedro – três vezes.
“Mas Pedro, respondendo, disse-lhe: Ainda que todos se escandalizem de ti, eu nunca me escandalizarei.
Disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que esta noite, antes que o galo cante três vezes me negarás.
Respondeu-lhe Pedro: Ainda que me seja necessário morrer contigo, de modo algum te negarei. E o mesmo disseram todos os discípulos.’
Mateus 26:33-35

1º  PROMESSA:


1º  PROMESSA:
Jesus é, de fato, o Filho de Deus por excelência segundo as Escrituras e a visão da Igreja Primitivamente apostólica.

Jesus é o ungido, o Cristo, o Senhor Nosso, o Salvador, o enviado de Deus Pai.

Jesus comunica o Espírito Santo de Deus.

Jesus tem uma missão específica conforme os profetas e o messianismo.
- Jesus é o Messias, da descendência de Davi

- Anuncia o Reino de Deus

- Pode e perdoa os pecados dos homens

- Batiza e liberta do pecado.

- Dá testemunho da verdade e de seu Reino diante dos Tribunais.

14º  PROMESSA: A salvação vinda de Jesus é universal conforme o Evangelho de São Lucas:
“Pessoas virão do Oriente e do Ocidente, do Norte e do Sul, e ocuparão os seus lugares à mesa no Reino de Deus. E assim há últimos que serão primeiros e primeiros que serão últimos!” Lc 13, 29 -30:
JESUS é coerente com a vontade do Pai. Jesus cumpre em tudo as profecias. Por isso, respeita a Lei e está acima dos profetas todos, inclusive todos – “Abraão, Isaque e Jacó “ - o têm com referência, veja em :  Lc 13, 22-30:
“Jesus foi pelas cidades e povoados e ensinava, prosseguindo em direção a Jerusalém. Alguém lhe perguntou: " - Senhor, serão poucos os salvos?" Ele lhes disse: "Esforcem-se para entrar pela porta estreita, porque eu lhes digo que muitos tentarão entrar e não conseguirão. Quando o dono da casa se levantar e fechar a porta, vocês ficarão do lado de fora, batendo e pedindo: 'Senhor, abre-nos a porta!' Ele, porém, responderá: ‘Não os conheço, nem sei de onde são vocês!' Então vocês dirão: 'Comemos e bebemos contigo, e ensinaste em nossas ruas!' Mas Ele responderá: 'Não os conheço, nem sei de onde são vocês. - Afastem-se de mim, todos vocês, que praticam o mal!' Ali haverá choro e ranger de dentes, quando vocês virem Abraão, Isaque e Jacó e todos os profetas no Reino de Deus, mas vocês excluídos. Pessoas virão do Oriente e do Ocidente, do Norte e do Sul, e ocuparão os seus lugares à mesa no Reino de Deus. E assim há últimos que serão primeiros e primeiros que serão últimos!”





1º  PROMESSA:


1º  PROMESSA: Jesus é a Palavra Viva no meio dos homens.
Jesus é a Boca de Deus que fala aos homens de todos os tempos e culturas sobre a salvação, porque Jesus é:
“Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.
Se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai; e já desde agora o conheceis, e o tendes visto.”
João 14, 6,7

“Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras.
Crede-me que estou no Pai, e o Pai em mim; crede-me, ao menos, por causa das mesmas obras.
Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai.
E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.
Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei.
Se me amais, guardai os meus mandamentos.”
João 14, 10-15
“E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome;
E, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães.
Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus.”
Mateus 4, 2-4

1º  PROMESSA: Jesus veio para os pecadores como o médico para os doentes.
“Respondeu-lhes Jesus: Os sãos não precisam de médico, e sim os doentes. Não vim chamar justos, e sim pecadores, ao arrependimento” (Lucas 5, 31-32).
“O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que me ungiu para evangelizar os pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos, e apregoar o ano aceitável do Senhor” (Lucas 4, 18-19).

“Então, Jesus lhes respondeu: Ide e anunciai a João o que vistes e ouvistes: os cegos veem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados, e aos pobres, anuncia-se-lhes o evangelho” (Lucas 7, 22).

“Era desprezado e o mais rejeitado entre os homens; homem de dores e que sabe o que é padecer […] Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados” (Isaías 53, 3,5).
“vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve” (Mateus 11.28-30).
https://bibliaportugues.com/matthew/18-11.htm
Mateus 18
10Tende todo cuidado para que não desprezeis a qualquer destes pequeninos; pois Eu vos asseguro que seus anjos nos céus veem continuamente a face de meu Pai celestial. 11Porque o Filho do homem veio para salvar o que se havia perdido.12Que opinião tendes? Se um homem tiver cem ovelhas, e uma delas se desgarrar, não deixará ele as noventa e nove nos montes, indo procurar a que se perdeu? …
Referência Cruzada
Lucas 19, 10
Porquanto o Filho do homem veio buscar e salvar o que estava perdido”.
A parábola das moedas de ouro

Mateus 18, 12
Que opinião tendes? Se um homem tiver cem ovelhas, e uma delas se desgarrar, não deixará ele as noventa e nove nos montes, indo procurar
a que se perdeu?
https://bibliaportugues.com/luke/19-10.htm
Lucas 19
…9 Diante disso, Jesus declarou: “Hoje, houve salvação nesta casa, pois este homem também é filho de Abraão.
10 Porquanto o Filho do homem veio buscar e salvar o que estava perdido”.
A parábola das moedas de ouro
Referência Cruzada
Ezequiel 34, 12
Assim como o pastor busca as ovelhas dispersas quando dedica-se ao cuidado do rebanho, também tomarei contra das minhas ovelhas. Eu as livrarei de todos os lugares para onde foram dispersas, no Dia de nuvens ameaçadoras e de trevas.

Mateus 18, 11
Porque o Filho do homem veio para salvar o que se havia perdido.

João 3, 17
Portanto, Deus enviou o seu Filho ao mundo não para condenar o mundo,
mas para que o mundo fosse salvo por meio dele.

1 Timóteo 1, 15
Esta declaração é fiel e digna de plena aceitação:

Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o pior.

50ª  PROMESSA:  Salvador de todos
“Respondeu-lhes Jesus:
- Os sãos não precisam de médico, e sim os doentes. Não vim chamar justos, e sim pecadores, ao arrependimento” (Lucas 5:31-32).

“E esperar dos céus o seu Filho, a quem ressuscitou dentre os mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura.”
1 Tessalonicenses 1, 10
Crer em Jesus é uma dádiva do céu, um dom, uma gratuidade, também uma planta a ser cultivada cotidianamente até a morte para juntos reinar com Jesus e o Pai no Espirito Santo Eternamente com todos os escolhidos de Deus, depois da Grande Tribulação.
Os sinais de Jesus confirmam e revelam a sua divindade.
“Revelação de Jesus aos seus (13, 1-21,25): manifestação a todos como Messias e Filho de Deus através do “Grande Sinal”, por ocasião da sua Páscoa definitiva.

Epílogo (20,30-21,25): dupla conclusão. Aparição na Galileia.
“Jesus, pois, operou também em presença de seus discípulos muitos outros sinais, que não estão escritos neste livro.
Estes, porém, foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome.”
João 20, 30-31

“Este é o discípulo que testifica destas coisas e as escreveu; e sabemos que o seu testemunho é verdadeiro. Há, porém, ainda muitas outras coisas que Jesus fez; e se cada uma das quais fosse escrita, cuido que nem ainda o mundo todo poderia conter os livros que se escrevessem. Amém.”
João 21, 24-25

“20 E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a palavra com os sinais que se seguiram. Amém.”
Marcos 16, 20


“Porque aqueles serão dias de tribulação como nunca houve desde que Deus criou o mundo até agora, nem jamais haverá. Se o Senhor não tivesse abreviado tais dias, ninguém sobreviveria. Mas, por causa dos eleitos por ele escolhidos, ele os abreviou.
Marcos 13:19-20

Com muitos ele fará uma aliança que durará uma semana. No meio da semana ele dará fim ao sacrifício e à oferta. E numa ala do templo,  será colocado o sacrilégio terrível, até que chegue sobre ele o fim que lhe está decretado".
Daniel 9, 27


"Assim, quando vocês virem 'o sacrilégio terrível', do qual falou o profeta Daniel, no Lugar Santo - quem lê, entenda - então, os que estiverem na Judeia fujam para os montes. Quem estiver no telhado de sua casa não desça para tirar dela coisa alguma. Quem estiver no campo não volte para pegar seu manto. Como serão terríveis aqueles dias para as grávidas e para as que estiverem amamentando! Orem para que a fuga de vocês não aconteça no inverno nem no sábado. Porque haverá então grande tribulação, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem jamais haverá.
Mateus 24, 15-21

Haverá grandes terremotos, fomes e pestes em vários lugares e acontecimentos terríveis e grandes sinais provenientes do céu.
Lucas 21, 11

Então os reis da terra, os príncipes, os generais, os ricos, os poderosos - todos, escravos e livres, se esconderam em cavernas e entre as rochas das montanhas. Eles gritavam às montanhas e às rochas: "Caiam sobre nós e escondam-nos da face daquele que está assentado no trono e da ira do Cordeiro! Pois chegou o grande dia da ira deles; e quem poderá suportar?"
Apocalipse 6, 15-17

Como será terrível aquele dia!
Sem comparação!
Será tempo de angústia para Jacó;
mas ele será salvo.
Jeremias 30, 7
Saiba disto: nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis. Os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios, sem amor pela família, irreconciliáveis, caluniadores, sem domínio próprio, cruéis, inimigos do bem, traidores, precipitados, soberbos, mais amantes dos prazeres do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando o seu poder. Afaste-se desses também.
2 Timóteo 3, 1-5
Que não se deixem abalar nem alarmar tão facilmente, quer por profecia, quer por palavra, quer por carta supostamente vinda de nós, como se o dia do Senhor já tivesse chegado. Não deixem que ninguém os engane de modo algum. Antes daquele dia virá a apostasia e, então, será revelado o homem do pecado, o filho da perdição. Este se opõe e se exalta acima de tudo o que se chama Deus ou é objeto de adoração, chegando até a assentar-se no santuário de Deus, proclamando que ele mesmo é Deus.
2 Tessalonicenses 2, 2-4

"Imediatamente após a tribulação daqueles dias
" 'o sol escurecerá,
e a lua não dará a sua luz;
as estrelas cairão do céu,
e os poderes celestes
serão abalados'. "Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todas as nações da terra se lamentarão e verão o Filho do homem vindo nas nuvens do céu com poder e grande glória.
Mateus 24, 29-30

Então um dos anciãos me perguntou:
"Quem são estes que estão vestidos de branco e de onde vieram?
" Respondi:
- Senhor, tu o sabes.
E ele disse:
"- Estes são os que vieram da grande tribulação,
que lavaram as suas vestes e as alvejaram no sangue do Cordeiro. Por isso,
eles estão diante do trono
de Deus
e o servem dia e noite
em seu santuário;
e aquele que está assentado no trono
estenderá sobre eles
o seu tabernáculo. Nunca mais terão fome,
nunca mais terão sede.
Não os afligirá o sol
nem qualquer calor abrasador, pois o Cordeiro que está
no centro do trono
será o seu Pastor;
ele os guiará às fontes
de água viva.
E Deus enxugará dos seus olhos toda lágrima".
Apocalipse 7, 13-17

“14 Finalmente apareceu aos onze, estando eles assentados juntamente, e repreendeu-lhes a sua incredulidade e dureza de coração, por não haverem crido nos que o tinham visto já ressuscitado.
15 E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura;
16 Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.
17 E estes sinais seguirão os que crerem: Em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas;
18 Pegarão em serpentes; e se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os sararão.
19 Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido acima no céu, e assentou-se à direita de Deus.
20 E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a palavra com os sinais que se seguiram.  Amém.”
Marcos 16, 14-20

CONSIDERAÇÕES FINAIS

JESUS AMA A IGREJA E POR ELA SE ENTREGOU!
“Respondeu-lhes Jesus: Os sãos não precisam de médico, e sim os doentes. Não vim chamar justos, e sim pecadores, ao arrependimento” (Lucas 5:31-32).
https://bibliaportugues.com/ephesians/5-32.htm
Efésios 5
…31“Por este motivo, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua esposa, e os dois se tornarão uma só carne.” 32Este é um mistério grandioso; refiro-me, contudo, à união entre Cristo e sua Igreja. 33Portanto, cada um de vós amai a sua esposa como a si mesmo, e a esposa trate o marido com todo o respeito.
Referência Cruzada
Efésios 5, 31
“Por este motivo, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua esposa, e os dois se tornarão uma só carne.”

Efésios 5, 33
Portanto, cada um de vós amai a sua esposa como a si mesmo,
 e a esposa trate o marido com todo o respeito.

Apocalipse 19, 7
Alegremo-nos, exultemos e demos glória a Ele,
porque chegou a hora das bodas do Cordeiro e sua noiva já está preparada”.
Colossenses 4 – Ouvir
https://www.bibliaonline.com.br/acf/cl/4
“” 1. Vós, senhores, fazei o que for de justiça e equidade a vossos servos,
sabendo que também tendes um Senhor nos céus.
2 Perseverai em oração, velando nela com ação de graças;
3 Orando também juntamente por nós, para que Deus nos abra a porta da palavra,
 a fim de falarmos do mistério de Cristo, pelo qual estou também preso;
4 Para que o manifeste, como me convém falar.
5 Andai com sabedoria para com os que estão de fora, remindo o tempo.
6 A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um.
7 Tíquico, irmão amado e fiel ministro, e conservo no Senhor, vos fará saber o meu estado;
8 O qual vos enviei para o mesmo fim, para que saiba do vosso estado e console os vossos corações;
9 Juntamente com Onésimo, amado e fiel irmão, que é dos vossos; eles vos farão saber tudo o que por aqui se passa.
10 Aristarco, que está preso comigo, vos saúda, e Marcos, o sobrinho de Barnabé, acerca do qual já recebestes mandamentos; se ele for ter convosco, recebei-o;
11 E Jesus, chamado Justo; os quais são da circuncisão; são estes unicamente os meus cooperadores no reino de Deus; e para mim têm sido consolação.
12 Saúda-vos Epafras, que é dos vossos, servo de Cristo, combatendo sempre por vós em orações, para que vos conserveis firmes, perfeitos e consumados em toda a vontade de Deus.
13 Pois eu lhe dou testemunho de que tem grande zelo por vós, e pelos que estão em Laodicéia, e pelos que estão em Hierápolis.
14 Saúda-vos Lucas, o médico amado, e Demas.
15 Saudai aos irmãos que estão em Laodicéia e a Ninfa e à igreja que está em sua casa.
16 E, quando esta epístola tiver sido lida entre vós, fazei que também o seja na igreja dos laodicenses, e a que veio de Laodicéia lede-a vós também.
17 E dizei a Arquipo: Atenta para o ministério que recebeste no Senhor, para que o cumpras.
18 Saudação de minha mão, de Paulo. Lembrai-vos das minhas prisões. A graça seja convosco. Amém.”
https://www.bibliaonline.com.br/acf/cl/4
É ética e cristãmente fundamental para nossa salvação fazer o bem segundo nossa fé em Deus uno e Trino. Deus se fez pobre por amor e se manifesta no próximo, em todos, especialmente nos pequenos e desprotegidos, dos pobres, negros, índios, mulheres, crianças, idosos, refugiados, migrantes, estrangeiros, órfãos, abandonados, empobrecidos, etc.

“Porque tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber; era forasteiro, e me hospedastes; estava nu, e me vestistes; enfermo, e me visitastes; preso, e fostes ver-me. Então, perguntarão os justos: Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer? Ou com sede e te demos de beber? E quando te vimos forasteiro e te hospedamos? Ou nu e te vestimos? E quando te vimos enfermo ou preso e te fomos visitar? O Rei, respondendo, lhes dirá: Em verdade vos afirmo que, sempre que o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes” (Mateus 25, 35-40).

Em Atos 9, 4, durante a ofuscante manifestação divina no caminho de Damasco, Jesus perguntou: “… Saulo, Saulo, por que me persegues?” Os maus-tratos sofridos pelos cristãos perseguidos tinham atingido o próprio Jesus. A Sua empatia com a nossa dor chegou a esse ponto. Como diz o provérbio: “O médico que não foi ferido não pode curar.”
J B Pereira
Enviado por J B Pereira em 24/01/2019
Reeditado em 25/01/2019
Código do texto: T6558637
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2266 textos (1182529 leituras)
14 e-livros (84 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/09/19 19:37)
J B Pereira