Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E N U N C I A D O

E  N  U  N  C  I  A  D  O

Em meio a quem a criança nasceu
Quem entre os seus vai protegê-la
Depois que ela crescer e aparecer
Que educação poderá garantir sua
Liberdade de ser mais que apenas
(urina, fezes, dor, medo e sangue)???

Em que tipo de família ela vai estar
Poderá aprender a viver e a querer
Mais que a linguagem de seus pais
Sentados vendo tv na sala do sofá
Concedendo-lhe 1 milhão de “nãos”
(urina, fezes, medo, dor e sangue)???

Vai crescer entre castigos e pirulitos
Para xuxar??? No ritual de passagem
Que mundo adulto vai encontrar se
Terá aprendido apenas o horror
Códigos e sinais que vão afirmar
(urina, fezes, sangue, medo e a dor)???

A dor de cabeça sem compaixão
Que vai lhe fazer ser outra mais
Ferramenta do que chamam lar
Terá por falta de opção e outros
Hábitos, liturgias que não sejam
(dor, medo, sangue, urina, fezes)???

Saberás para onde correm os rios
E os protótipos de Fórmula-One
Para quem calçam as chuteiras, eles
Os comedores de “bola”??? E as
Favelas mentais das galeras rituais do
(medo, dor, sangue, fezes e urina)???

Sabe o jovem desgovernado
Educado para a vida chanchada
De onde veio, vai, será que vai
Vai se encontrar na premiação
Na medalha de ouro da natação
(sangue, medo, dor, fezes e urina)???

Atina para que existem, países, nações
Igrejas, Mesquitas, Templos, Sinagogas
As Olimpíadas competitivas, atletas
Os predestinados suados a campeões
Será que nasceram sim, apenas para
(urina, fezes, dor, medo e sangue)???

Trabalhadores do pânico e da inquietação
Nascem e morrem presidiários das mamães
Sabem hoje por quem dobram os sinos
Cresceram, agora são mais que meninos
Aprendizes da barbatana dos tu barãos
(fezes, dor, medo, sangue e urina)

Aprendeste para quem existem, resistem
Os continentes. Para que estão em órbita
Os satélites e os celulares de toda gente
Para quem servem os vírus, tsunamis
Mulheres, tempestades, horizontes de
(dor, medo sangue, fezes e urina)???

Perturbações, inundações, mulheres
Filhos, famílias, horizontes, de onde
E para quem servem seus préstimos
Os astros, estrelas, o sol e a lua nova
Pq os casais se casam, consortes do
(medo, sangue, fezes, dor e urina)!!!

Pq o “tempus fugit” nos relógios, nos
Marcadores do tempo submarino, aéreo
Das terras antigas migraram suas vidas
Continuam dominadas por estímulos
Agora és títere das nanotecnologias da
(urina, dor, sangue, fezes e medos)!!!

Você sabe para que servem as profecias
O Apocalipse de São João Evangelista
As revelações de teu futuro alegórico
Pq calouros cantam canções nos palcos
Para que sejas obsoleto e vivas apenas
E todos os dia dias para produzir
(urina, fezes, dor, medo e sangue)!!!
Decio Goodnews
Enviado por Decio Goodnews em 29/11/2020
Reeditado em 30/11/2020
Código do texto: T7123060
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Decio Goodnews
São Paulo - São Paulo - Brasil
2338 textos (517609 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/05/21 15:00)

Site do Escritor