Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Reciclagem: 6 dúvidas comuns sobre o descarte correto do lixo

A caixinha do leite, o saquinho do pão, a embalagem do cosmético, a garrafa de refrigerante, o embrulho do presente, as cascas de banana: lixeira cheia! Todos os dias, geramos uma enorme quantidade de lixo. Mas, infelizmente, somente uma pequena parcela é destinada à reciclagem.

Para se ter uma ideia, segundo a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), o Brasil produz 78 milhões de toneladas de resíduos sólidos por ano. Apenas 3% desse lixo, porém, vai para a reciclagem.

A boa notícia é que podemos mudar essa realidade com atitudes simples: reutilizando e reciclando tudo o que for possível! Tem dúvidas sobre como adotar essa mudança de hábito? Nós te ajudamos! Afinal, quando a gente recicla, o mundo fica mais bonito!
Lixo reciclável, lixo descartável e adubo

1. Preciso lavar as embalagens antes de jogar no lixo?

Sim! Essa iniciativa impede o mau odor e a contaminação do lixo ao longo do seu trajeto. Isso ajuda a diminuir os riscos de doença por parte dos trabalhadores que recolhem e manuseiam o material descartado. Quando sujos, plásticos, latas e vidros podem se transformar em locais de reprodução de insetos, ratos, bactérias, fungos, etc.

Fica a dica: apostar em refis e reutilizar embalagens é uma ótima alternativa para reduzir o volume de descarte.
2. Preciso amassar o lixo reciclável?

Quanto mais compacto for o volume do lixo, mais fácil e sustentável será seu transporte e estocagem.
3. Devo separar a tampa da garrafa?

Prefira mantê-los sempre juntos para que não se percam no caminho. No caso das garrafas plásticas, manter a tampa evita que elas voltem ao tamanho original depois de amassadas. Quanto à tampa de metal da garrafa de vidro, não se preocupe. Na cooperativa, o metal é separado do vidro com um imã. Em todas as situações, a prática impede o acúmulo de água caso as embalagens sejam expostas à chuva e sirvam como criadouros de mosquitos que causam doença.
4. Separo ou não o lacre da latinha de alumínio?

Depende! Se você está pensando em destinar o lacre da latinha para a confecção de artesanatos ou para instituições que o recebem e usam o material para outros fins que não o da reciclagem, pode separar, sim! Caso contrário, mantenha junto para que ele não se perca no caminho e acabe poluindo o meio ambiente.

Você sabia? Segundo informações do Ministério do Meio Ambiente, a reciclagem de uma única lata de alumínio economiza energia suficiente para manter uma TV ligada durante três horas.
5. Isopor é reciclável?

Totalmente! O isopor é um plástico inflado e 100% reciclável. Ao descartá-lo na lixeira destinada aos plásticos, garanta que esteja limpo e não contenha partes metálicas, adesivos ou papel. Isso evita prejuízo à máquina que retira o ar presente em seu interior e o prepara para a reciclagem.
6. Qual a cor correta das lixeiras de reciclagem?

    Azul: papel
    Vermelho: plástico
    Verde: vidro
    Amarelo: metal

Reciclar é fundamental para frear e reverter impactos socioambientais. Se continuarmos no ritmo atual, até 2050, haverá mais plástico do que peixe nos oceanos. Hoje, por ano, são necessários o equivalente a 250 estádios de futebol para abrigar todo o lixo que o brasileiro produz.
Vinicius Moratta
Enviado por Vinicius Moratta em 09/08/2019
Código do texto: T6715865
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vinicius Moratta
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil
1018 textos (37493 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/19 21:22)