Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Orientações sobre a sua REDAÇÃO. cinco competências na redação do ENEM. USO CORRETO DE MAU E MAL. O bônus demográfico. A figura de linguagem silepse

Veja que a deve ter o ESQUEMA E OS CRITÉRIOS DAS COMPETÊNCIAS DO ENEM no GOOGLE.

QUANDO FOR PARA A USP E FUVEST, VESTIBULARES DAS FEDERAIS veja os CRITÉRIOS DA UNICAMP.

____

Evite parágrafos muito grandes e a margem de parágrafo pode ser 1 cm e meio.

No fim de cada frase e de cada oração e de cada parágrafo coloque pontuação coerente, geralmente, a gente usa o ponto final ou outro sinal de pontuação.

O seu texto é de boa qualidade quando observa alguns preceitos ou cuidados:

1. não repetir a palavra onde - substituir por em que, naquele lugar, o local em que, etc.

Repetiu também: "Brasil e país" - substituir por nação, população, povo brasileiro etc.

Cuidado: "estas famílias e pessoas" (repetiu duas vezes), substituir por lares e cidadãos.

Repetiu "fraternidade" - pode substituir por associação, sindicatos, pastoral do migrante, etc.

Várias vezes, repetiu refugiados, pode ser substituído por estrangeiros, imigrante, outros grupos étnicos, etc.


2. Ortografia: órgãons (errado): órgãos (certo)

3. Evite palavras como algo, alguém, coisas ... por serem vagas e indefinidas ou generalizadoras.


4. Não escreva no meio do texto " governo Brasileiro" e, sim, governo brasileiro.

__________

Vi os seguintes pontos a observar quando escrever seu artigo de opinião:

1. pontuação: a expressão ou seja vem entre vírgulas.

2. repetição: tem, liberdade substitua por opções, livre-arbítrio, caminhos de escolhas, escolhas,

3. acentuação: exercê-la, mantém (no singular) e mantêm (no plural).

4. Cuidado na hora de fazer a separação silábica: prejudi- car e não prejudic-ar.

4. argumentação: introdução + argumentos que reforçam a introdução (onde está a tese ou ideia a ser defendida) + proposta de interfenção (com dois agentes e duas instituições como pede o ENEM).

A conclusão ficou frágil e incompleta, confusa ou prolíia ou repetitiva. Voce pode fazer na conclusão com a noção de que os ministérios públicos e ouvidorias, advogados e associações devem atender as demandas das pessoas baseadas na ética e no respeito aos direitos humanos e da natureza. O homem se realiza quando consegue defender seus direitos e cumprir seus deveres, sem descuidar do respeito aos outros e das minorias. Há o direito coletivo promulgado pela constituição brasileira e vivenciado por associações de bairro, partidos e sindicatos.

5. COESÃO: Aprenda o uso de este, esta, esse, essa... Reescreva seu texto observando a concordância, regência e crase, quando necessárias. Houve erro em "a propostas" - o certo é as propostas.
________

1. Cuidado logo quando começar (para dar ideia aos seus leitores e aos que vão corrigir seu texto) comece pelo tema: "Os desafios da transição demográfica no Brasil".
(O título diferente do tema não fica entre aspas, deve ser da mesma cor da caneta que você usar na sua redação).

I. PROPOSTA DE INTRODUÇÃO: Você deve transformar o tema em objetivo, assim:  Elucidar ou explicar ou argumentar sobre os principais desafios da transição demográfica brasileira.

A partir disso, você fará uma introdução sobre o seu objetivo desdobrando-o em frases ou orações: (aqui já começa sua delimitação do tema, porque transição democrática tem vários aspectos e possibilidades argumentativas).

a). Primeira oração (possível): Todos nos questionamos sobre os impactos atuais da transição demográfica no Brasil a partir dos anos 1930, pois o Brasil passou por um fluxo do êxodo rural intenso e o inchaço das cidades, formando grandes perímetros urbanos e exigindo políticas sociais de integração de trabalhadores em diversos setores da economia e do mercado.

b). Segunda oração: Outro aspecto fundamental que nos preocupa com a globalização nos anos 1980, foi grande quantidades de imigrantes advindos de outras nacionalidades, decorrentes do exílio e das guerras e perseguições em outras partes do mundo.

c). Terceira oração: Devido a esses fatores históricos e econômicos, os governos que se sucederam no Brasil se preocuparam com as leis e o aprofundamento da CLT, adaptando-se às novas demandas do
neoliberalismo e a modernização do sistema previdenciário brasileiro.

II. No desenvolvimento, observei que as frases estão inteligentes ou bem argumentadas. Mas, para ficarem boas e melhores, é necessário desdobrá-las em outras duas, sem perder sua força argumentativa.
Ainda em seu desenvolvimento, houve erro quanto ao uso de vírgulas para expressões intercaladas. Veja a linha 10: Você deveria ter usado logo após, o “pois” (uma vírgula) e a continuação do pois é “a natalidade segue o caminho oposto.”
Daqui para frente, sugiro um ponto. E comece nova frase: Isso “forçou a reestruturação do sistema previdenciário.” (Parece que você teve dúvida quanto à acentuação essa palavra: escrevem-se assim: previdência e previdenciário.). Ambas são paroxítona, terminada em ditongo ia/io.

Então, ficará assim: “..., pois, com o aumento (avanço progressivo ou contínuo) da longevidade, a natalidade segue o caminho oposto...”
Veja que já usou, antes na 8ª e 9ª linhas, a palavra aumento. Então, substitua a palavra aumento por outra expressão equivalente ou aproximativa (veja os parênteses acima).

 Cuidado com repetição de previdenciário (você pode usar expressões similares: da previdência, da seguridade e da aposentadoria, da inclusão dos trabalhadores, as leis trabalhistas e a população economicamente ativa ou não).

Evite repetição de palavras de mesmo radical como: aumentado, aumento (usou a palavras duas vezes).

Repetição de para: pode substituir por a fim de que/ a fim de/ com o objetivo de/ com a finalidade de/ com o intuito de/ com o propósito de...

Outra particularidade que encontrei foi você usar uma figura de linguagem – a silepse: no lugar de Alemanha, você usou “eles”
Seu texto: “A Alemanha por exemplo, deixou (...), tendo que importar mão de obra estrângeira (sem acento), oque para eles é um mau necessário.”  (LUCAS, 2016, p.1)

CORREÇÃO de sua frase, com as justificativas entre parênteses:

“A Alemanha, por exemplo, (vem entre vírgulas) deixou (...), tendo que importar mão de obra estrangeira (sem acento), o que (separado) para ela (no lugar de Alemanha) é um mal (aqui escreve com L, bem , porque mal é o contrário de BEM; não o contrário de BOM, que é maU – escreve com U.) necessário.”
(cf. LUCAS, 2016, p.1; apud PEREIRA, 2016.)

PEREIRA, J J Bosco e RIBEIRO, Luiz A. Comunicação e expressão. Belo Horizonte: UNA, 05/07/2002. 143 p. (Apostila de Gramática, redação e textos)

Ortografia: Uso errado: “... é um mau necessário.” (fim do 3º parágrafo)

Uso Certo: é um bem/ mal necessário
Exemplo: “Isso é bom. Isso é mau.”

USO CORRETO DE MAU E MAL

Uso de bom- mau (com U)
Uso de bem – mal (com L)

IV. Sua conclusão foi muito boa e inteligente, plausível e demonstra respeito e ! Sugiro compromisso e não comprometimento na conclusão. Porque, comprometimento, às vezes, pode ter sentido negativo ou ambíguo como não compromisso, má vontade, indiferença...
Sugiro, também, no lugar de “pátria”, usar nação, povo brasileiro, nosso povo.  Cite assim: “...setores básicos, como: saúde, educação, habitação...”

3. ERROS GRAMATICAIS, ORTOGRÁFICOS E DE USOS DE EXPRESSÕES:
Erro gravíssimo: Repetição de duas conjunções subordinativas causais: já que/ devido à. Veja que você as usou no final da 3ª linha.
Cuidado – escolha uma delas para ser usada.

Cuidado com o uso dos pronomes relativos, cujo (depois dele não se usa artigos o(s), a(s), um/uns, uma/umas), que, os quais, as quais, nas quais, nos quais, pelos quais, pelas quais, das quais, dos quais:

Veja sua frase, com dois erros (o uso do pronome na qual e o uso de a): “O Brasil vive hoje o bônus demográfico, na qual a mais trabalhadores do que aposentados ...”

Agora, acompanhe a correção: Se o antecedente é masculino, o pronome relativo deve vir no masculino: ...o bônus demográfico, no qual há (existem) mais trabalhadores (do) que aposentados.

O uso de a (artigo feminino), à (a+a=à = crase), á (a com acento agudo), â (a com acento circunflexo), há, hão (verbo haver no sentido de existir fica no singular – o povo usa o tem/ ter.)

Observação.: Assista à aula no youtube sobre crase e o uso do pronome relativo a fim de tirar suas dúvidas.

A expressão: o que, de repente (são sempre separadas entre si).

As expressões e termos devem vir entre vírgulas: por exemplo, digo, isto é, às vezes, também, ...

E as palavras e expressões que começam frases devem vir com vírgula depois delas: Assim, logo, então, por isso, etc.
Etc. (é abreviatura latina de “et coetera” (e outras coisas), por isso vem com o ponto final, por teve retirada de fonemas ou letras.).

Você precisa saber usar o este, esta, esse, essa, aquele, aquela, aquilo, isso, isto: Este para o que vai ser dito ainda: Este lápis é meu (perto do falante, começando a falar do lápis.), Este ano é um dos piores para a economia do Brasil. (Este ano= 2016. ano atual).

Esse lápis é seu? (longe do falante e perto do ouvinte). Esse ano foi razoável por causa da crise e da corrupção. (Esse ano= 2015, Já passou.)

Devido ao (mercado) / devido à (idade, à situação).
Correto é escrever assim: Esse ano tem acarretado o aumento (o desenvolvimento, o déficit, o endividamento da previdência).

Não se deve usar acarretado para: (você escreveu errado: Este ano tem acarretado para o aumento do gasto...). Talvez você quisesse dizer que este ano tem colaborado para o aumento do gasto ou déficit.
A cedilha deve vir colada ao ‘c’, assim Ç. Não separado para não ser confundido com um acento agudo ou vírgula.
Veja no seu texto (entre a 7ª e 8ª linha de seu texto)

Economia não tem acento, é substantivo feminino. Econômico/ econômica são adjetivos e têm acento circunflexo no Brasil. Por exemplo: A economia está atrelada à política global contra demandas localistas. A política econômica domina os interesses da economia regional.

OBSERVAÇÃO FINAL

Veja que você está melhorando e lapidando seus conhecimentos da língua portuguesa e sua capacidade de reflexão sobre a vida e a convivência social complexa.

Tenho muito orgulho de você, porque gostei do texto e espero que avance a níveis cada vez mais instigantes e profundos. É uma busca constante e angustiada às vezes, contudo vale pela autossatisfação e desejo de expressar o mundo e as suas demandas mais afetivas e intelectuais.  O caminho do futuro profissional depende de seu empenho e autoconfiança, prudência e capacidade crítica, ética e saber silenciar-se, quando necessário.

A produção de seu artigo de opinião foi boa (ou texto argumentativo-dissertativo).  A estética boa, letra legível, parágrafos alinhados. A redação revela, em geral, conhecimento sobre o tema; e, em alguns aspectos, discutem-se a visão crítica e o conhecimento de história.
Parabéns pelo seu texto em geral (cuidados com as cinco competências da redação indicadas pelo ENEM, certamente válidas para outras propostas de produção de textos em vestibulares).

Ainda, pergunto-lhe se o que escreveu foi decorrente de textos motivadores do ENEM. E se você aproveitou os textos ou tirinhas para fazer suas reflexões. Mas, deve não fugir do tema, seguir a proposta, a solicitação de uma intervenção plausível ou que possa ser coloca em prática na vida social (essa intervenção pode aparecer ao longo do texto seu ou da conclusão).

O texto evidencia uma pessoa com lógica e esforço argumentativo. Porém, com alguns erros primários em relação à ortografia, acentuação, pontuação. Distraiu-se em: possitivo (não é com dois “ss”). Faltou o cuidado de desdobrar as frases, porque ficaram longas. Melhor são frases menores (com 3 verbos ou 3 orações). Repetiram-se algumas expressões. Isso comprometeu seu resultado final: poderia ser entre 800 e 900. Dou entre 600 e 700 pontos.

A fim de evitar isso, é importante ler de novo o texto, rever o que escreveu e como escreveu, antes de reescrevê-lo ou passar a limpo.
Sucesso é dedicação e os pequenos gestos podem fazer a diferença. Espero ter ajudo a você, meu filho.
________________

PARA ENTENDER SUA ARGUMENTAÇÃO, TIVE QUE PESQUISAR O QUE É:

“O bônus demográfico é resultado da redução da taxa de fecundidade (as famílias têm menos filhos) e da diminuição da mortalidade em uma população – quando as pessoas passam a viver mais. Isso aumenta a proporção de pessoas em idade de trabalhar (entre 15 e 64 anos) em relação à população dependente, crianças e idosos. 11 de mar de 2016 “

FONTE DA PESQUISA:
O bônus demográfico é resultado da redução da taxa de fecundidade ...
Disponível em: http://canaldoensino.com.br/blog/conheca-as-5-competencias-avaliadas-na-redacao-do-enem>. Acesso em: 01/10/2016.

────────────────────

Silepse.Disponível em: <http://www.figurasdelinguagem.com/silepse/>. Acesso em: 01/10/2016.

“A figura de linguagem silepse também é conhecida como concordância ideológica. Ela acontece toda vez que uma palavra deixa de concordar gramaticalmente com outras palavras ou expressões presentes na frase e passa a concordar com o sentido ideológico delas. A silepse pode ser de três tipos: de gênero, de número ou de pessoa.”

http://www.figurasdelinguagem.com/silepse/
_______

“Conheça as 5 competências avaliadas na redação do ENEM

1 – Domínio da norma padrão da língua escrita

O título da primeira competência avaliada pelos examinadores pode parecer complexo à primeira vista. Trata-se, na verdade, de um conceito simples. O que o Enem busca avaliar aqui é a capacidade dos estudantes de diferenciar os registros oral e escrito da língua. Um exemplo simples: no cotidiano, usamos a expressão “pra” (contração da preposição “para” e do artigo “a”). Ela pode se adequar perfeitamente a nossas conversas diárias, mas não fica bem quando precisamos fazer um discurso na formatura do colégio ou ainda ao escrever uma carta para a direção da empresa na qual trabalhamos. Nessas situações, deve-se primar pela clareza e pela precisão, possíveis graças à norma culta da língua. O examinador do Enem quer saber se o candidato conhece essas diferenças – e se sabe escrever usando o português correto.

2 – Compreensão da proposta

Um dos erros mais frequentes – e graves – em redações de vestibulares e do Enem é a inadequação ao tema proposto. É o que acontece quando o candidato “foge do tema”, como se costuma dizer. Trata-se de uma falta grave porque sinaliza que o estudante sequer conseguiu entender a proposta da prova (na verdade, o erro é fatal: quem não demonstra essa competência ganha nota zero na redação).

3 – Capacidade de organizar e relacionar informações

Além de apresentar o tema de redação, o Enem oferece aos candidatos textos de apoio, que podem servir de subsídio à reflexão a ser desenvolvida. Esses textos ajudam o exame a avaliar a capacidade do estudante de selecionar e interpretar essas informações e as relacionar com outras, previamente conhecidas por ele. É avaliada ainda a capacidade de organizar todo esse conhecimento em defesa de um ponto de vista pessoal.

4  – Construção da argumentação

Os aspectos avaliados nessa competência dizem respeito à estruturação do texto e apresentação da argumentação. O estudante deve demonstrar que sabe usar o idioma para desenvolver suas ideias sobre o tema proposto de maneira clara e lógica. Dessa forma, será bem-sucedido na tarefa de comunicar a mensagem pretendida.

5 – Elaborar proposta de intervenção ao problema exposto

A última competência busca avaliar se o candidato tem condições de propor alguma ideia para solucionar um problema. É fundamental detalhar os meios que seriam utilizados para a solução do problema. O próprio MEC ressalta que as propostas devem ser feitas respeitando-se os direitos humanos, o que implica não romper com valores como cidadania, liberdade, solidariedade e diversidade cultural.
Esperamos ter ajudado. Boa prova!”

FONTE DA PESQUISA:
Conheça as 5 competências... Disponível em: http://canaldoensino.com.br/blog/conheca-as-5-competencias-avaliadas-na-redacao-do-enem>. Acesso em: 01/10/2016.
J B Pereira, PEREIRA, J J Bosco e RIBEIRO, Luiz A. Comunicação e expressão. Belo Horizonte: UNA, 05/07/2002. 143 p. (Apostila de Gramática e redação e textos)
Enviado por J B Pereira em 29/05/2018
Reeditado em 29/05/2018
Código do texto: T6349777
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2269 textos (1187649 leituras)
14 e-livros (84 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/09/19 13:54)
J B Pereira