Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CHALET

Quando a noite vem, o lampião faz sombras nas paredes de madeira, como seres surreais.
Na lareira o carvão já se esgota e o frio invade.
Um cão deitado no tapete finge dormir, mas suas orelhas acompanham meus movimentos.
Ainda percebo o cheiro da fumaça no bule em cima do fogão apagado.
Lá fora pássaros da noite, grilos, sapos me embalam. A vida continua na escuridão.
A mariposa bruxa vira pingente na janela, ingenuamente escondida pela cortina vermelha.
Enrolando-me na cama eu perco uma meia; puxo a cobertor felpudo; sinto o perfume de erva doce no travesseiro.
Gotas da chuva que foi embora batem na telha como uma hipnótica canção.
Recolho-me, encolho-me.
Como embrião eu me esqueço num sono em paz.
Leila Marinho Lage
Enviado por Leila Marinho Lage em 14/06/2017
Código do texto: T6027132
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ao copiar e divulgar meus textos, imagens, áudios e apresentações em power point slides, dar os créditos devidos e citar meus sites: http://www.clubedadonameno.com e http://www.clubedameno.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Leila Marinho Lage
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
1090 textos (724612 leituras)
25 áudios (19012 audições)
153 e-livros (57131 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 04:26)
Leila Marinho Lage

Site do Escritor