Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DISSERTAÇÃO DE CAUSA & CONSEQUÊNCIA - exemplo de Prof. Gustavo Atallah Haun

Itabuna, BA, Brazil
Nascido em 25 de novembro de 1977, em Itabuna, região sul da Bahia, Gustavo Atallah Haun cultiva, desde a infância, uma paixão pela Literatura, decidindo estudar Letras para aprofundar os seus conhecimentos. Formou-se na Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC. Escreve crônicas e artigos para jornais de Itabuna e Ilhéus, além de ter seus escritos publicados em sites culturais e jornalísticos. Atualmente é professor de Redação de escolas particulares e cursinhos pré-vestibulares e para concursos. Emeio: oblogderedacao@hotmail.com
Visualizar meu perfil completo

Do mesmo tronco dissertativo da argumentação, a Dissertação de Causa & Consequência é uma das mais comuns nos vestibulares e concursos, e a encontramos principalmente nos textos da imprensa em geral.

Vamos à prática. Você possui um tema para ser analisado, que é o seguinte:

Tema:

Constatamos que no Brasil existe um grande número de correntes migratórias que se deslocam do campo para as médias ou grandes cidades.
     
Para encontrarmos um (ou vários) argumento causal, perguntamos:

Por quê?

à ideia núcleo. Dentre as respostas possíveis, poderíamos citar o seguinte fato:

Causa:

A zona rural apresenta inúmeros problemas que dificultam a permanência do homem no campo.

 No sentido de encontrar uma consequência para o problema enfocado no tema acima, cabe a seguinte pergunta:

O que acontece em razão, em decorrência disso?
Uma das possíveis respostas seria:

Consequência:

 As cidades encontram-se despreparadas para absorver esses migrantes e oferecer-lhes condições de subsistência e de trabalho.

Veja que a causa e a consequência citadas neste exemplo podem ser perfeitamente substituídas por outras, encontradas por você, desde que tenham relação direta com o assunto. As sugestões apresentadas de maneira nenhuma são as únicas possíveis.

ESTRUTURA:

EXEMPLO:

O PROBLEMA DAS CORRENTES MIGRATÓRIAS

Todos sabem que, no Brasil, há muito tempo, observa-se um grande número de grupos migratórios, os quais, provenientes do campo, deslocam-se em direção às grandes cidades, procurando melhores condições de vida.
Ao se examinar a fundo algumas das causas desse êxodo, verifica-se que a zona rural apresenta inúmeros problemas que dificultam a permanência do homem no campo. Pode-se mencionar, por exemplo, os fatores climáticos, como a seca, a questão da má distribuição de terras e também a falta de incentivo à atividade agrária por parte do governo. Tudo isso contribui para o aumento considerável desse fluxo para as cidades industriais, capitais ou grandes centros financeiros.
Em consequência de tais fatores, vê-se, a todo instante, a chegada de enorme contingente de trabalhadores rurais ao meio urbano. As cidades encontram-se despreparadas para absorver esses migrantes e oferecer-lhes condições de subsistência e de trabalho dignos. Cresce, assim, o número de pessoas vivendo à margem dos benefícios oferecidos por uma metrópole. Por falta de opção, dirigem-se para as zonas periféricas e ocasionam a proliferação de favelas.
Por tudo isso, pode-se admitir que a existência do êxodo rural somente agrava os problemas do campo e das próprias cidades. Fazem-se, portanto, necessárias algumas medidas por parte do governo e da sociedade para tentar fixar o homem na terra. Dessa forma, os cidadãos rurais e urbanos deste país encontrariam, com certeza, melhores condições de vida.

(Adaptado do livro Técnicas Básicas de Redação, Ed. Scipione)
Postado por Prof. Gustavo Atallah Haun às 20:18

__________________________________________________

Leia : Histórias Migrantes – Caminhos Cruzados, de Sedi Hirano e Maria Luiza Tucci Carneiro (organizadores), Editora Humanitas, 378 páginas, R$ 47,00.

 http://jornal.usp.br/cultura/livro-revela-a-trajetoria-da-migracao-contemporanea/

“Em muitas situações, a guerra, a fome, o racismo e a superpopulação despontaram como fatores promotores da ‘vontade ou do ato de emigrar'”, escreve a professora. “Estes estudos, fundamentados em fontes primárias e secundárias, passam das sociedades expulsoras (comunidades de origem) para as receptoras, em busca dos laços sociais que continuam a unir os imigrantes, cujos caminhos se cruzam nas cidades grandes e pequenas, nas zonas rural e urbana.”

"Esses “caminhos cruzados” de imigrantes no Brasil estão descritos, por exemplo, no acervo do Arquivo Histórico Judaico Brasileiro (AHJB), tema de artigo assinado por Lucia Chermont, que abre o livro Histórias Migrantes. Fundado em 1976 por iniciativa de um grupo de alunos e professores da USP... "

FONTE: http://jornal.usp.br/cultura/livro-revela-a-trajetoria-da-migracao-contemporanea/


"Maria Luiza relata histórias de famílias judaicas como a de Mathilde Maier, que fugiu da Alemanha com o marido em 1938. “Ajudados por amigos católicos, os Maier conseguiram embarcar num trem, mas, na divisa de Emmerich, ficaram detidos por cerca de oito horas”, destaca a professora. “Possivelmente, entre os soldados das fronteiras havia alemães que eram contrários a Hitler. Deixaram o casal passar e, como por um milagre, conseguiram atravessar a divisa da Alemanha para a Holanda.” Dali eles foram para a Inglaterra e, em seguida, embarcaram para o Brasil."

http://jornal.usp.br/cultura/livro-revela-a-trajetoria-da-migracao-contemporanea/
http://oblogderedacao.blogspot.com.br/2012/04/dissertacao-de-causa-consequencia_29.html e http://jornal.usp.br/cultura/livro-revela-a-trajetoria-da-migracao-contemporanea/
Enviado por J B Pereira em 06/03/2017
Reeditado em 07/03/2017
Código do texto: T5932939
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2826 textos (1569261 leituras)
35 e-livros (529 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/04/21 21:52)
J B Pereira