Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ABSURDAMENTE NORMAL

A ENTREVISTA
Bóris meticulosamente passou a flanela no par de sapatos cujo brilho preto cadilac era um verdadeiro espelho. A sola de couro porém  já estava bem gasta Com o mesmo zelo  escolheu o par de meias pretas, a camisa de um branco imaculado, o terno azul marinho e a gravata vermelha com figuras geométricas azuis. Há tempos cumpria essa mesma rotina. Eram seis horas quando chegou na fila que se estendia por dois quarteirões.A crise estava brava, havia muitas pessoas de idades, sonhos, motivos e necessidades  diversas , alguns já conhecidos de filas anteriores.
- Olá Bóris, você por aqui? cumprimentou a moça que parecia querer ofuscar o brilho da sua beleza em um vestido sem graça, a cara limpa sem maquiagem , e os cabelos em desalinho.
- Bom dia Bia!  disse Boris alegre por revē-la. Ainda na batalha da procura?
- Ainda meu amigo, um dia ainda vou deixar de ser uma garota do book-rosa!

Por volta das nove horas quando precisou atender a um chamado da natureza passou por Ronaldo um ex jogador de futebol que apesar do seu talento não conseguira chegar a um lugar de destaque, a concorrência era grande e não muito democrática, por isso tornara-se um craque na arte de procurar emprego.

Embora cada um, guardadas as devidas proporções fosse de certa forma concorrente do outro, a demora e a ansiedade da espera, o sofrimento e as agruras comuns dos desempregados os fazia   solidários, e fazer amizades e trocar as figurinhas do desalento enquanto esperavam era uma necessidade.

Quando enfim entrou na sala para a entrevista o relógio digital na parede acima da entrevistadora  marcava quase quinze horas.
-Boa tarde!
- Boa tarde senhor Bóris !  respondeu a entrevistadora com uma voz quase sensual.
- Há quanto tempo o senhor está procurando emprego senhor Bóris-
.- Há três anos mais ou menos.
- Incrível, com toda essa qualificação que consta no seu currículo?
-Pra senhora ver, não está fácil pra ninguém.
- Senhor Boris o senhor tem algum problema em cumprir ordens?
- Houve um tempo que eu tinha mas acabei acreditando que MANDA QUEM PODE E OBEDECE QUEM TEM JUIZO.
,- Isso não seria uma adaptação comportamental para conseguir uma vaga?
- Sim, eu adotei a tática de um  camaleão e danço conforme a música, respeito as diferenças e não questiono ordens nem julgo comportamentos.
A entrevistadora subiu pela parede devorou um inseto que ficara preso na sua teia e voltou ao seu lugar.
- Senhor Bóris- me diga uma virtude sua que o faria merecer preencher essa vaga na empresa.
- Bem, eu  diria que é o fato de eu ser uma pessoa muito discreta.
- Muito bem senhor Bóris-, pode passar no RH, o senhor começa na segunda feira l!
AC de Paula
#poetaacdepaula
AC de Paula
Enviado por AC de Paula em 19/11/2019
Reeditado em 29/11/2019
Código do texto: T6798886
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
AC de Paula
São Paulo - São Paulo - Brasil
1325 textos (129895 leituras)
259 áudios (22414 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/01/20 20:25)
AC de Paula