Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poesia

É o sorriso de minha alma
A leveza  de  meu coração
O desapropriar  das  mãos
Sossego que tanto acalma

É um aperto forte no peito
Urgência  de versos  no dia
E se alinham, torto, direito
Que é  chamado  de poesia

Velha amiga querida minha
Já me  viu chorar de alegria
Sê triste, não me vi sozinha
Cobertor  em manhãs  frias.
Meri Viero
Enviado por Meri Viero em 09/08/2016
Código do texto: T5723202
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de Lucimeri Viero.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Meri Viero
Guarapuava - Paraná - Brasil
1377 textos (42719 leituras)
2 áudios (111 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 19:16)
Meri Viero