Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema irado

Poemas na hora da raiva...Chispam fogo, relâmpagos cruzam as linhas,
Afunda nos versos, nas margens, revive no maremoto da ira,
O poema sai e entra na guerra de espaços e gramaticas.
Gritos, palavras enforcadas, verbo sendo sujeito, adjetivos criam vértebras,linguas, pernas.
Vilões dos pensamentos rebeldes das coisas pouco amadas, entre linhas e virgulas.
Ao escrever, desarmo.
Quando passa o furacão, deixa uma cidade em pleno deserto. Aguardando a coragem para reconstruir e, alguns ficam soterrados no meio de entulhos. Tanto barulho pra nada!
Um parto,
As formas de um poema irado.


Imagem google
Lilian Meireles
Enviado por Lilian Meireles em 01/08/2020
Reeditado em 01/08/2020
Código do texto: T7022757
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Lilian Meireles
São Paulo - São Paulo - Brasil, 54 anos
1858 textos (38183 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/09/20 23:21)
Lilian Meireles