Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Papo serio...Eclético nas palavras atléticas
Engolindo sapos gordos a arrotar elefantes




Antes ansiava por algo que parecia normal entre entes queridos,
Queria ter um amor (companhia), na mesma forma ter amigos,
esse amor é puro.

Levei ferro e fogo,
Nunca acreditei nas palavras de terceiros quando tentavam abrir meus olhos,
Mesmo que fosse verdade acreditava que pessoas erram e merecem uma oportunidade, um crédito, Sabem por quê?
Me via no lugar de outrem; pois eu gostaria de ter uma nova chance de por ventura tivesse cometido algo absurdo.(melhor reavaliar esse ponto, crucial e sério, mudei essa forma de pensar após experiências,  são casos e casos )
Acreditando que o caracter devemos melhora lo ate o ultimo suspiro (morte),Tem tempo para arrumar, será?...Vamos deixar essa parte para outro texto.


Ou, as pessoas escondem suas garras,
Mostram outra cara, somente o tempo faz cair suas máscaras.
Foi a pior sensação dos últimos anos, (aprendizado para nenhum graduado por defeito).

Diante deste conflito coloquei em prática meu raciocínio....Coloquei discretamente todos a prova, (foi de arregalar os olhos), mesmo assim deixei o tempo correr.

Passou, embora minha vontade era puxar a toalha da mesa, e virar as costas. Naqueles momentos, era o que devia ter feito? não faz parte do meu perfil, é assim que engolindo sapos gordos,  eles dançam xaxado no estômago a arrotar elefantes.
Relevante, a carência nos leva a caminhos escuros, quando no fim do túnel, a luz da verdade.

A ilusão no início poe na boca o mel na chupeta do Carente, no final é simplesmente o capeta na figura de gente!
Levem esse texto , final, no humor...Ecletico, nas palavras atleticas.
No entanto, quem conhece, sabe que o papo é serio.




Imagem google
Lilian Meireles
Enviado por Lilian Meireles em 19/07/2020
Reeditado em 19/07/2020
Código do texto: T7010354
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Lilian Meireles
São Paulo - São Paulo - Brasil, 54 anos
1857 textos (38181 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/09/20 22:48)
Lilian Meireles