Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Eu chego na casa da amiga e peço água.  Ela me chama pra ir na cozinha.
Chegando lá,me deparo com aquele espetáculo de cozinha. 
_ Mulher, que cozinha maravilhosa é  essa?
_ Fica tudo arrumadinho assim porque não uso, eu uso outra cozinha lá fora.
E aí me chama pra olhar essa outra cozinha. 
_ Então quer dizer que você não faz nada lá,  faz tudo aqui?
_ É. 
Aí eu fiquei pensando,  pergunto ou não pergunto? A língua já sem aguentar de tanta coceira.
A língua venceu, vou perguntar.
_ Criatura, vc vai na loja, pega seu dinheiro suado, é  porque ainda não cai do céu,  é suado mesmo, compra esse fogão maravilhoso, esse revestimento impecável,  deixa tudo lindo e não usa, vem usar essa cozinha cá fora?
_ Agora deixa eu te perguntar outra coisa.
_ Não vou falar nem de separação,  vou falar de morte mesmo. Porque essa aí, não tem acordo. Se tu passar dessa pra melhor, seu marido arruma outra, você acha que ela vai usar qual cozinha? Me diz?
_ Acorda pra vida. Você montou essa cozinha maravilhosa pra outra pessoa usar? Quem tem que usar é  você criatura. 
Imagina se eu vou comprar um fogão novo, deixar de enfeite e usar o velho.
É ruim hein...
Élia Couto Macêdo
Enviado por Élia Couto Macêdo em 21/10/2019
Reeditado em 23/10/2019
Código do texto: T6775143
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Élia Couto Macêdo
Canavieiras - Bahia - Brasil, 58 anos
662 textos (24770 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/11/19 21:12)
Élia Couto Macêdo