Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tristeza de Poeta

E cada palavra ainda ecoa...
Se tu soubesses
Tudo que consigo lembrar
Sem reticências
Mas, com cada vírgula em seu lugar
Das tantas negativas
A incerteza fazendo festa
Brincando com o verso
Desconsiderando o poeta
Que traz a tristeza no olhar
Se soubesse das palavras
Ecoam como se fossem falar
Tem voz e tem vez
No tempo que não volta
Porque nunca saiu do lugar
Percorro o caminho de um traço
Encontro em cada pedaço
O amor que é só teu
No poema que desenha
Fere essa alma tristonha
Porque sabe que o nome
Nunca será o meu.
Meri Viero
Enviado por Meri Viero em 07/08/2019
Código do texto: T6715023
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Meri Viero
Guarapuava - Paraná - Brasil, 48 anos
1353 textos (41918 leituras)
2 áudios (69 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/09/19 16:55)
Meri Viero