Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Céu cor-de-rosa

E as mãos se enchem de calo
E a boca  emudece e não falo
Enquanto suor desce pelo ralo
E a chuva continua molhando...
A janela e  as flores amarelas
Torturadas  pelo   vento, elas
Agora não são mais  tão belas
A vida em horas vai circulando...
Tic tac que enjoa, o pensar voa
Pés no chão, e nunca pés à toa
Passos que ao pisar faz que doa
Tarso, metatarso, ossos fortes...
Vão ficando frágeis pelo tempo
Mas, firme  fica o  pensamento
Mesmo que às vezes, seja lento
Vai unindo os pontos, os contos
E os acentos; assento e deixo...
O sonho adocicar a boca, e o céu
É um momento cor-de-rosa, meu
E finjo que amor não me esqueceu.


Meri Viero
Enviado por Meri Viero em 24/10/2018
Código do texto: T6485376
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Meri Viero
Guarapuava - Paraná - Brasil, 49 anos
1464 textos (46249 leituras)
4 áudios (236 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/20 16:38)
Meri Viero