Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Céu cor-de-rosa

E as mãos se enchem de calo
E a boca  emudece e não falo
Enquanto suor desce pelo ralo
E a chuva continua molhando...
A janela e  as flores amarelas
Torturadas  pelo   vento, elas
Agora não são mais  tão belas
A vida em horas vai circulando...
Tic tac que enjoa, o pensar voa
Pés no chão, e nunca pés à toa
Passos que ao pisar faz que doa
Tarso, metatarso, ossos fortes...
Vão ficando frágeis pelo tempo
Mas, firme  fica o  pensamento
Mesmo que às vezes, seja lento
Vai unindo os pontos, os contos
E os acentos; assento e deixo...
O sonho adocicar a boca, e o céu
É um momento cor-de-rosa, meu
E finjo que amor não me esqueceu.


Meri Viero
Enviado por Meri Viero em 24/10/2018
Código do texto: T6485376
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Meri Viero
Guarapuava - Paraná - Brasil
1389 textos (42981 leituras)
2 áudios (117 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/19 23:12)
Meri Viero