Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

IDADE DA LOBA

Mulher madura...
fase genuína
Os hormônios em ebulição ainda
Sabe o que quer e não mede esforços
Pra obter o que almeja
És mulher em sua plenitude
Já conquistou tantas virtudes
Na escola da vida
Caiu muitas vezes
Mas se levantou, sacudiu a poeira
E subiu no salto alto
Como uma diva
Não dando importância a esses percalços
Fazem parte da caminhada
Com isso ganhou experiência
Mulher madura!
Não é qualquer coisa que a abate
Respira fundo
Joga os cabelos pra trás
E sempre anda pra frente
Olhando para o horizonte
O que ficou pra trás é passado
Não a interessa mais...
Está radiante
Se sente ainda muito feminina
No auge da primavera dos anos...
E ganha muitos olhares, mais do que muitas meninas de vinte.
Ninguém segura essa mulher
Pois sabe o que quer
E o que quer?
É viver o vigor dos últimos raios do sol...
Em harmonia consigo
Com seus cabelos ganhando a luz da prata, mas ainda os disfarçando com uma tintura
Enquanto puder, porque assim sente bem
Com sua autoestima
Se olha no espelho e gosta do resultado
Usa vários artifícios de beleza para seu próprio bem
não é boba
Não deixa a peteca cair
Está na idade da loba
Na sua bolsa, não falta o batom
Item essencial, pra uma mulher
Poderosa e ainda sensual...
Assim, vai driblando o tempo
E a inimiga número um
A tal da lei da gravidade
Tudo despenca, menos
a autoconfiança
E também a menopausa, que ameaça, com seu chegar devastador,
Mas tens um curinga na manga:
Sua garra, pra enfrentar
Nada pode deter, estão sempre prontas.
Vivendo suas escolhas
Levando para seus dias a sua maior conquista:
"A sabedoria da maturidade"
Deixando o seu viver mais leve
sem cobranças...
Agora é viver daqui pra frente com dignidade...
" ... Os últimos raios de sol, de um pôr-do-sol poético!"

By Claudia Florindo Corrêa
20/01/18
Claudia Florindo Corrêa
Enviado por Claudia Florindo Corrêa em 12/02/2018
Reeditado em 14/03/2018
Código do texto: T6251457
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Claudia Florindo Corrêa
Mangaratiba - Rio de Janeiro - Brasil, 49 anos
269 textos (4137 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/20 11:47)
Claudia Florindo Corrêa