Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TENTATIVA DE POEMA

O meu poema não é feito de muita matéria.
Apenas alguns papéis e umas tantas palavras.
Peguei também uns retratos e depois guardei:
Depois que aquela gente esquecida nas imagens
me fez lembrar o tempo de ontem que não volta...
Com pouca matéria fiz o meu poema.

Fiz o meu poema com a recordação
da vovó Rute e do vovô que já partiu.
Meu poema tem mais recordações que matéria.
Ele é feito de sentimentos e lá está também mamãe
com seus cabelos brancos e finos.
E deu vontade de chorar essa saudade ainda não inaugurada.
Tem pouca matéria o meu poema e muita recordação.

Construí meu poema com sentimentos
e tudo isso fez-me rever valores esquecidos.
Se na vida não há amor e virtudes várias
podem as sopraninos cantar suas árias
que o coração da gente continua duro
e a face seca de lágrimas que não vieram.
Meu poema tem pouca matéria e muito sentimento.

Conclui o meu poema no papel, mas senti-o inacabado:
a vida toda é um poema quando se é abençoado
pelo sopro do Amor que no peito bate forte.
Continuarei a rever retratos e a sentir saudades;
deixarei em mim o Bem expulsar maldades;
e a conclusão do Poema para após a morte.
Jess
Enviado por Jess em 12/06/2007
Reeditado em 12/06/2007
Código do texto: T523510

Comentários

Sobre o autor
Jess
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil, 57 anos
170 textos (18710 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/08/20 20:03)
Jess