Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

19:19 AMORLOTOVE CHOVE.

(Em memória: Adelson Chaves)

Suas palavras ecoam em nossa mente,
libertador de mentes era sua função.
Elevou sua força para além do mundo material,
para mandar energias pelo plano astral.

Ele sabe o que precisamos,
Ele era um agente da palavra,
e não era puritano!
era um anarco marginal metropolitano.

Sua palavra, seu grito, sua calma.
Costurava boca de racista e fascista em suas rimas.
Exorcizava o capetalismo.

Atacava a Bozolândia e a Egolândia,
Para libertar seu povo da tirania.

Foi guerreiro na batalha do dia a dia,
Hoje,
Seus cânticos ecoam por toda eternidade,
Nas ágoras das cidades.

Criando um campo minado com bombas de sementes,
Para germinar o solo da poesia,
para livrar o povo da hipocrisia,
evocando as forças ancestrais xamânicas,
Haux Del Chaves vive em cada grito de Slam.
Ele escreveu a poesia do amanhã.

Que explode nas praças,
becos, vielas
e quem sabe você consiga ouvir pela janela.
Urbano Leafa O despoeta
Enviado por Urbano Leafa O despoeta em 09/06/2020
Código do texto: T6972769
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Urbano Leafa O despoeta
Caruaru - Pernambuco - Brasil, 26 anos
19 textos (100 leituras)
5 áudios (38 audições)
2 e-livros (39 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 21:52)
Urbano Leafa O despoeta