Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
A SENILIDADE é o duro preço que o tempo nos cobrará, à nos proporcionar nossas EXPERIÊNCIAS e inteções, sejam elas boas ou ruins!"
 
Z
Aqui tudo é bom!
Estou muito bem e já não sinto mais aquelas dores.
Voltei a enxergar, aliás, bem melhor que antes...
...como nunca, esta é que é a verdade!
Mas, não é pra isso que estou aqui!
Aqui, nem de perto acontece, o que acontecia por aí,
Não mais...!
Sabe meus queridos,
...não fazia aquelas coisas por mal..., não!
E nem era por querer que, primeiros os talheres...
Depois tudo passou a cair pelo chão!
Não...! Nunca...! Jamais...
De modo algum quis quebrar um prato ou copo sequer!
...escapavam!
...fugiam de mim!
...escorregavam de minhas mãos!
Parecia, que dia após dia,
Tudo ia ficando mais pesado;
...demais pra mim!
E eu...,  cada vez mais fraco e cansado!
...mais inseguro...
Na verdade percebi
Que eu estava era ficando velho mesmo!
Tive esta certeza quando me deparei comigo no espelho!
Era eu ali! Sabia disso, mas...
Naquele instante, naquele exato momento
Ganhei todos os anos que me escaparam
Ou que fingia e fugia, pra não ver! 
Vi meus pais ficarem assim,
Mas nem pensava que chegaria nisso, um dia também!
Reconheço durante esse tempo todo, ter sido para vocês, um fardo!
Um estorvo para seus planos e suas vida, também de suas famílias!
Depois...
Em quê um velho como eu iria contribuir aí embaixo?
Aí..., onde a vida efervescia e precisava evoluir...
Precisava se renovar...
Só sabia resmungar sozinho e contar aquelas histórias chatas...
Histórias, como diziam vocês, para boi dormir!
Aquelas que meus netinhos me perguntavam:
- São das antigas, Vovô?
E eu respondia pra eles, que em nada tinham culpas:
-É meus moleques, sim são do tempo do vovô e da vovó!
Do tempo que a gente era assim, bem assim “piquitinhos” iguais a vocês...
Ah!
Entendi quando um de vocês sugeriu um dia,
Que eu comesse de colher;
...até para que eu não me ferisse, lembram?
Não notaram que minhas forças foram diminuindo?
Força, fazia eu para ouvir, e alguns até gritavam para que eu os ouvissem, se irritando comigo por isso!
...precisando repetir várias e várias vezes coisas simples e corriqueiras diariamente!
Coisa que antes, nem precisavam repetir e nem esperar muito, pois entendia, tudo de primeira!
Vocês pensam que eu não sabia e sentia na pele
O incômodo em que me transformei na vida de todos?
Mas de certa forma, até que me aturaram bastante...
E por isso volto a agradecer!
Aturaram, foi tempo demais, na verdade!
Preciso ir deixando a todos em geral,
Mas em especial...,
Aos que souberam me entender e suportar, por tanto tempo!
O meu muito obrigado!
Bom! Acho que era isso...
Só mais uma coisa...
""Mas meus queridos, a vida é assim...
Só não passará por isso e pelas consequências advindas da senilidade
Aquele que partir novo, mas aí deixará de adquirir...
EXPERIÊNCIAS///

ASS: Vovô..."" 
 
SERRA GERAL
Enviado por SERRA GERAL em 09/06/2020
Código do texto: T6972602
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
SERRA GERAL
Lages - Santa Catarina - Brasil
530 textos (8273 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 17:30)
SERRA GERAL