Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AINDA HOJE EU VI

Vi um homem que
não tinha religião
Vi um homem que
não acreditava em Deus
Vi um homem que
pensava que era homem
Vi um homem que
dizia ter razão
Vi um homem que
falava palavrões
Vi um homem que
não pensava no amanha
Vi um homem que
vivia sem sentido
Vi um homem que
sequer era contido
Vi um homem que
jamais foi merecido
Vi um homem que
não amava ninguém
Vi um homem que
conversava com alguém
Vi um homem que
não prestava atenção
Vi um homem que
não tinha visão
Vi um homem que
estava de plantão
Vi um homem que
só assistia televisão
Vi um homem que
chutava um cão
Vi um homem que
fumava demais
Vi um homem que
achava-se o tal
Vi um homem que
era um animal
Vi um homem que
caia no chão
Vi um homem que
colocaram no caixão
Vi um homem que
não tinha sorte
Vi um homem que
encontrou-se com a morte
Vi um homem que
levaram ao cemitério
Vi um homem que
enterraram a sete palmos
Vi um homem que
não ia para o inferno
Vi um homem que
não ia pro céu.
Vi um homem que
desfez-se em nada
Vi um homem que
não era mais homem.

Poeta Camilo Martins
Aqui,hoje,11.01.09

Camilo Martins
Enviado por Camilo Martins em 23/05/2020
Reeditado em 23/05/2020
Código do texto: T6955728
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Camilo Martins
Artur Nogueira - São Paulo - Brasil, 56 anos
440 textos (19207 leituras)
2 e-livros (130 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/08/20 22:55)
Camilo Martins