Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu?

Doce canto dos pássaros,
Nas curtas e frágeis linhas.
Desejos reprimidos,
E olhares solitários.

Sobre o altar dos deuses,
Entrego meus pesares.
Pena que o altar é meu corpo
E os deuses minha mente.

Nos pesares arquitetados por uma mente jovem,
Me vejo despindo a mentira,
Disfarçada de utopia.

Idéias inofensíveis não existem.
Pequenas,
Frágeis
Ou simples;
Trazem consequências.

Me vejo nu diante do espelho,
Observando a ausência do eu...
Observando a ausência de um "Ser".

Criado:05/09/2019
Oaj Oluap
Enviado por Oaj Oluap em 23/05/2020
Código do texto: T6955485
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Oaj Oluap
Juazeiro do Norte - Ceará - Brasil, 19 anos
97 textos (837 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/08/20 23:47)
Oaj Oluap