Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lua cheia de olhares

É na noite que os vampiros saem
Bebem o sangue dos que recaem
Ébrios de  saudade não recolhem
Cacos, pedaços que se desfazem

Na noite, lamentos tantos, santos
Profanos, entre periferia e o bairro
Ficam  juntando  fragmentos, jarro
D'água, de flores, bebida e encanto

Noite sangra vermelha, feito  a Lua
Outrora, cheia, olhares daquela rua
Escura, uma cidade que não dorme
Chama teu nome, e engana a fome.                                                                                                                  
Meri Viero
Enviado por Meri Viero em 09/11/2018
Reeditado em 09/11/2018
Código do texto: T6498303
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Meri Viero
Guarapuava - Paraná - Brasil, 49 anos
1464 textos (46245 leituras)
4 áudios (236 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 18:17)
Meri Viero