Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A casa

Anda inquieta, parece querer falar algo...
Estalos estranhos, até parece estar viva,
Enquanto isso, com o suor, a face, salgo;
Indiferente aos barulhos, abro a  escriva.

Redijo e pensar voa, feito uma borboleta...
Ainda no casulo, tecendo  asas em  cores,
Que brilharão ao sol, até findar ampulheta;
Bater de asas curto, beijando seus amores.

Vida breve, delicada, ah! E a casa, fala, fala...
E não diz nada, estala o teto, a telha, a sala,
Finjo que não ouço; relógio trabalha, palha;
No bico da Juriti  fazendo o ninho na calha.

Meri Viero
Enviado por Meri Viero em 13/04/2018
Código do texto: T6307386
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Meri Viero
Guarapuava - Paraná - Brasil, 49 anos
1464 textos (46245 leituras)
4 áudios (236 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 18:22)
Meri Viero