Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Canto de sereia


Sou um pescador solitário...
E quem és tu que me persegues em sonho?
És um enigma, devaneio ou alucinação?!
Que me atrai feito imã, com a sua canção.
Acredito que seja muito mais que suponho...
Aparece sempre nas noites de lua cheia
E me arrasta feito cobaia pra sua teia
Seus olhos refletem a cor do mar
Seu temperamento oscila igual as marés
Me deixas confuso, quero te decifrar!
Tua pele salgada tem gosto de maresia
E sua voz envolvente é o canto de sereia...
Mas és tão bela mulher faceira.
Que me chamas para suas profundezas
Me afogando nas suas águas, quero-te por inteira.
Num mergulho ao gozo, tu me realizas...
Todos os dias em sonho volto ao mar
Pra ver se vou te encontar.
Pois pra mim tornou-se um vício, te amar!
Te vejo flutuando na flor das águas, nosso leito.
Me chamando com seu olhar e seu canto.
Me entrego à seus caprichos e me deleito.
Com o coração acelerado no peito.
Enfeitiçado mergulho de apnéia...
Durmo no seu mar e acordo na areia.

By Claudia Florindo Corrêa
02/03/18
Claudia Florindo Corrêa
Enviado por Claudia Florindo Corrêa em 02/03/2018
Reeditado em 20/03/2018
Código do texto: T6269144
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Claudia Florindo Corrêa
Mangaratiba - Rio de Janeiro - Brasil, 49 anos
264 textos (3799 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/11/19 02:19)
Claudia Florindo Corrêa