Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Escorrendo no lago de fogo

É do medo que me deito
Me arrependo de imaginar
Fico deitado na promessa
Onde existe a verdade de chorar

No coração que me aceitou
Fugi sem me render, correndo
Ateando fogo contra o amor
Escorrendo nos lagos para viver

Era por ser nobre a pura seda
Vestida no espelho que acendeu
Um desnumbre de tua beleza
E se cortou no seu próprio pano-de-chão

Quando eu tinha medo de brincadeira
Acreditava nas coisas que eram uma vez
Descobri que a inôcencia daquele belo sonho
Estava querendo me acusar a verdade

Eu perdi aqueles admirados de decadência
Me crucificaram no perdão
Me roubaram a inocência
Cortarão meu sonho e me puxaram o cordão
Á alma é barata
Enviado por Á alma é barata em 14/09/2011
Código do texto: T3218462

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Á alma é barata
Suzano - São Paulo - Brasil, 33 anos
162 textos (4862 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/11/19 05:12)
Á alma é barata