Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AI, QUE SAUDADE QUE EU TENHO!

Ai, que saudade que eu tenho
Da Bom Despacho querida,
Que oferecia "avenida"
Pra gente fazer o "footing"!
Moços, dos lados, parados,
Moças, no meio, passando
E entre olhares e flertes,
Faziam-se os namorados.

Ai, que saudade que eu tenho
Daquele tempo gostoso,
Em que se ia ao cinema
Pra ver filmes tão românticos!
E se ficava na entrada
Apreciando o momento,
Até se ouvir o chamado:
A "Stephanie Gavotte"!

Com pena sinto as mudanças,
Que não foram as melhores.
"Avenida" já não há.
Moças pra lá e pra cá,
Também mudou de lugar.
Os namorados se fazem
Nos barzinhos da cidade,
Que hoje existem aos montões!

As conversas sob a lua,
Barbaramente trocadas
Por "papos" entre cigarros
E regados a cerveja!
Os "reservados" dos bares,
Trocados pelas calçadas,
Atrapalhando o trânsito,
Impedindo a passagem.

Ao cinema, só se vai
Pra ver o que não se deve.
A "Stephanie Gavotte",
Varando o tempo e espaço,
Continua firme, tocando,
Mas por pura tradição,
Despercebida por todos!
É pena! É bem penoso!

Ainda bem que vivi
Aquele tempo gostoso,
E guardo de Bom Despacho
Um retrato primoroso,
Captado pelas retinas
E guardado na memória.
E não há nada no mundo
Que apagará minha história!


NEUSA RAMOS
Enviado por NEUSA RAMOS em 22/08/2019
Código do texto: T6726250
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
NEUSA RAMOS
Bom Despacho - Minas Gerais - Brasil
481 textos (4814 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/19 06:53)
NEUSA RAMOS