Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A BALANÇA DA GRAÇA

Graça maravilhosa de graça,
que nos é concedida.
Misericórdia e bondade infindas,
suas mãos para nós estendidas.
Mas que não nos confundamos:
Deus não é tão Pai que não nos puna
Deus não é tão Juiz que não nos perdoe
O cetro do Amor e da Justiça
está em sua mão.
Ele que conhece o secreto e o profundo;
e todos os segredos do coração.
O que o homem semear isso ele colherá
Você não é tão salvo
que sua iniquidade Ele vá suportar.
Você não é tão pecador
que o sangue não o pode lavar.
Nesta balança,
fora da graça,
a outra ponta
é uma (des)graça.
No favor da graça,
Só o coração arrependido irá participar.




  GRAÇA                       (DES)GRAÇA       
 |— — — |                   |— — — — — —|

       |                                                             l  
       |                                            l
       |                                                             l
       |                                                             |
       |                                                             |
       _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ 
JESE FERREIRA poesias
Enviado por JESE FERREIRA poesias em 29/06/2019
Código do texto: T6684243
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
JESE FERREIRA poesias
Bebedouro - São Paulo - Brasil, 39 anos
190 textos (9247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/07/20 07:20)
JESE FERREIRA poesias