Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O PERDÃO E O PUNHAL

Arranque este punhal e deixe
que cicatrize esta ferida.
Perdoe essa pessoa e esqueça 
essa ofensa cometida.
Pois, a ferida está em você…

Mágoa, ressentimento, injúria,
dívida e traição.
Culpa, promessas não cumpridas,
mentiras e ingratidão.

Golpes e apunhaladas pungentes que
ultrapassam o cérebro e o coração.
Dores lancinantes que podem chegar
até a alma e a razão.
Latejos insistentes que remoem e não acalmam
e deixam o espírito em perturbação.

Arranque este punhal e deixe
que cicatrize esta ferida.
Perdoe essa pessoa
(que pode ser você mesmo)
e esqueça essa ofensa cometida.
Pois, para essa sua dor,
aquela pessoa nem mesmo liga.
Você que continua a lamber esta ferida.

Mas para cicatrizar e a chaga sarar,
o punhal tem que se retirar.

Superficial, você mesmo tira

Golpes mais profundos,
só a mão de Deus que retira.

Peça hoje mesmo para Ele descer do céu
e conceder algo maior que você.
Arrancar esse punhal e curar essa dor
Então, poderá o perdão conceder…
e continuar a viver.









 


Nota: As ofensas que nos fazem seria como
se fosse uma punhalada. Dependendo do tipo
dessa ofensa, poderia ser um estilete,
um punhal ou até uma espada.
Quanto maior o tamanho da ofensa, mais profundo
entrará na carne e na alma.
Deus sabe do poder curativo e reconciliador do perdão,
e quem se beneficiaria somos nós mesmos.
Uma ofensa pequena é nossa obrigação perdoar.
Porém há ofensas que são muito maiores
(ex: adultério, estupro, um assassino etc.)
de nossas capacidades de perdoar.
Então precisaremos que Deus nos ajude.
Ajude-nos a arrancar a lança e a espada.

Publiquei estas poesias sobre o poder do perdão:


-O perdão e o punhal
-Ainda bem que existe o perdão
-A força do perdão
JESE FERREIRA poesias
Enviado por JESE FERREIRA poesias em 18/05/2019
Reeditado em 25/07/2019
Código do texto: T6650211
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
JESE FERREIRA poesias
Bebedouro - São Paulo - Brasil, 39 anos
195 textos (10136 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/20 20:05)
JESE FERREIRA poesias