Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fragilidades humanas 

Lançaram-me diante do Mestre,
E usando da lei para apedrejarem
À mulher pecadora que sou,
Quiseram me matar sem dor e piedade

Não sabiam eles que Alegres
São àqueles que parassem
Diante do que diz: EU SOU!
Diante dele há felicidade.

Eles não sabiam que a pedra
Já fora lançada, ou seja: Eu.
Eu sou um fragmento humano
Ele é a pedra fundamental

Eu, o frágil, fui lançado aos pés da pedra
Essa pedra veio enviada dos céus
Com os dizeres: Eu, o forte, te amo!
- E mais - Eu te dou acesso celestial.

Ele me disse que eu não deveria
Pecar mais, e seguir em paz.
Ele escreveu na areia minha nova
História de fé e superação

Minha fragilidade tornou-se poesia
Para eu viver uma bela vida eficaz;
A cada dia há uma difícil prova,
Mas em Cristo tenho à aprovação.
Ministério_Poético
Enviado por Ministério_Poético em 17/05/2019
Reeditado em 17/05/2019
Código do texto: T6649655
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://www.ThiaguinhoPoetico.prosaeverso.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ministério_Poético
Campina Grande - Paraíba - Brasil
1772 textos (22504 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/19 21:57)
Ministério_Poético

Site do Escritor