Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O HOMEM SEM PÁTRIA

João 1:11 “veio para o que era seu, e os seus não o receberam.”

Ele criou tudo
Céus e terras- Ele criou
Prata e ouro é o dono.
O seu corpo... como pedras preciosas.
Deixou seu corpo de Deus
Para andar no meio de servos e plebeus.
Mas para aqueles que veio salvar
Ignoraram-no os seus.
Veio trazer o reino,
Mas desfizeram do rei;
Veio com um grande sermão,
Mas não receberam com o coração;
Veio trazer cura e paz,
Mas o chamaram de Satanás;
Mostrou que é a luz e o caminho,
Mas deram uma coroa de espinho.
Julgado como criminoso e bandido
Agora um homem sem pátria
Divino, agora uma sátira
Rejeitado, mandado embora dos vivos
Mas antes no monte Caveira:
Fez da cruz um mastro,
Do seu sangue uma bandeira,
Gritou independente:
Está consumado!
E nasceu uma nação verdadeira
E agora quem crer no seu nome
Será com Ele herdeiro.





Nota: Jesus veio, inicialmente, para o povo de Israel, como seu rei. Porém não foi aceito, foi rejeitado. Naquele momento, Jesus ficou sem pátria (um apátrida). Entretanto, Jesus venceu a morte, ressuscitou! E ali nasceu a sua nova nação. Os que adoram em espírito e verdade.
JESE FERREIRA poesias
Enviado por JESE FERREIRA poesias em 13/03/2019
Reeditado em 23/05/2019
Código do texto: T6597400
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria do poeta brasileiro cristão Jese Ferreira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JESE FERREIRA poesias
Bebedouro - São Paulo - Brasil, 38 anos
137 textos (3705 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/07/19 09:53)
JESE FERREIRA poesias

Site do Escritor