Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Julgamento e crucificação de Jesus Cristo

Julgamento e crucificação de Jesus Cristo

Assim por trinta moedas atraiçoado
Numa noite no jardim das oliveiras
Onde orava muitas noites inteiras
Pela guarda foi preso e manietado

Foi apresentado ao sumo sacerdote,
Que por inveja não o toleravam.
Pelas coisas que ele então ensinava
Já tinham planeado bem  a sua morte.

Estes sacerdotes eram corruptos
Comprando o título por dinheiro.
Acusando Jesus de modo traiçoeiro,
Causando sedição em pobres brutos.

Após reunido o hipócrita sinédrio,
Com muitas mentiras acusando Jesus.
Não querendo ver Nele a Sua luz,
Fizeram um de julgamento inédito.

Assim foi entregue Jesus a Pilatos,
Este, sabendo que Ele não era culpado.
O mandou  a Herodes para ser julgado,
Assim foi passando por maus tratos.

O povo que tanta vez de Jesus ouviu,
Os Sinais que Ele, aquele povo mostrou.
Mal informado, aos sacerdotes se juntou
Clamando a Liberdade de Barrabás pediu.

Foi nessa noite duramente flagelado,
Foi uma noite de grande tragédia.
O julgamento que foi uma comédia,
O povo a pedir que fosse crucificado.

Carregando para o calvário a pesada cruz,
Auxiliado por Simão chamado cireneu.
Foi este o nosso Salvador, o Filho de Deus,
Pagando os nossos pecados, foi Ele Jesus!

Foi crucificado entre dois salteadores,
Um maldizia  a sua sorte blasfemando.
O outro repreendia-o, a Jesus ia rogando,
Para Jesus o perdoar pois era um pecador.

Jesus naquela dor isso mesmo lhe garantiu,
Tem fé ainda hoje estarás comigo no paraíso.
Para tal é ter fé e arrependimento é preciso,
É assim para todos nós, afiançou e cumpriu.


Jesus ao Pai Celestial, o seu Espirito rendeu
E na hora nona houve trevas em toda a terra.
O Centurião ao conferir a verdade que esta era,
Deu glória a Deus, por este justo que sofreu.

J. Rodrigues (Galeano) 12/04/2017


 
Galeano
Enviado por Galeano em 15/04/2017
Código do texto: T5971672
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Galeano
Portugal, 83 anos
664 textos (112031 leituras)
14 áudios (2011 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/11/19 11:06)
Galeano