Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AGRIDOCE

Mulher agridoce
Metade salgada
Metade doce
De alma lavada

Sou filha das águas!
Magnetismo do mar
E purificação no rio
Salve sagrado lar!

Minha lágrima salobra
Desce pela face pálida
São ondas douradas
Que lavam minh'alma

Pedras no caminho
Conchas são ninhos
Esconderijo de ouro
Guardam os tesouros

Nostalgia ao luar
E magia do sol
Topo das cascatas
A deusa a encantar

Na beira da praia
Ou no leito do riacho
Refaço as energias...
Tristezas despacho.

By Claudia Florindo Corrêa
13/09/18

Feliz Ano Novo!
Que venha 2019 permeados de,
Paz, luz e poesia!
Claudia Florindo Corrêa
Enviado por Claudia Florindo Corrêa em 29/12/2018
Reeditado em 30/12/2018
Código do texto: T6538595
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Claudia Florindo Corrêa
Mangaratiba - Rio de Janeiro - Brasil, 48 anos
264 textos (3713 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/19 22:16)
Claudia Florindo Corrêa