Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pássaro ferido

Um poema arisco pousa no alto do galho,
E olha de soslaio o coração em frangalhos;
Aparição tétrica, sem métrica, se estica...
Na certa, se cerca houvesse, seria mística.

Cercando os sonhos, e ceifando as flores,
Prenderia as cores em atos escusos e dores;
Dilaceraria a alma, despedaçaria o coração,
Em pedacinhos incertos, repletos de solidão.

Um poema livre bateu asas, voou no céu,
Poesia ofertou amplidão, adocicou com mel;
O papel do poeta que caiu ao chão, abatido...
Por setas, penas machucadas, pássaro ferido.

(2015)
Meri Viero
Enviado por Meri Viero em 11/09/2019
Código do texto: T6742837
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Meri Viero
Guarapuava - Paraná - Brasil, 49 anos
1478 textos (46436 leituras)
4 áudios (219 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/08/20 17:58)
Meri Viero