Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Queime coração podre

Flameje Serpente Cruel
fogo-fátuo do céu
Labaredas de ódio e calor
Trás a terra um grande terror

Lacerado
Desfigurado
Nas mãos duras da solidão
Angustia
Dor Muscular
Sufocante cada palavra desta oração

Não vou pedi perdão
Por cada inspiração
De ter sido pra sempre seu e de ninguém mais

Agora estou, entre a dor e a agonia
Que já são velhas conhecidas
Delimitadoras da minha religião

Mas eu não vou abrir mão
Nem ter consideração
Por este velho coração
Que bombeia sofrimento
A cada dia mais e mais

Então queime serpente alada dos céu
Abra meu peito e corte meu coração ao meio
Deleite-se nos fluidos agridoce de cada violação

Eu continuo a dizer
Que do amor em meu coração
Eu não abro mão
Mesmo que já seja um fruto podre que sementes não da mais

E o que pode agora
Dor
Tristeza
Solidão

Agora sou eu que guio suas mãos
Para os braço da mãe das viuvas
Que se aproxima a cada dia
Mais e Mais







Dark Creator
Enviado por Dark Creator em 07/09/2019
Código do texto: T6739257
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dark Creator
Fortaleza - Ceará - Brasil, 32 anos
82 textos (937 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/19 15:04)