Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desistência

Não há um fim? Sempre tem mais um
E a caixa se enche, monólogo comum
Será que  existe final? O nada, o  vazio
E o passar do tempo sem nenhum pio

Não há graça essa mesmice tão triste
Feito o eco dos próprios pensamentos
Palavra alguma  atravessa; e lá, resiste
Fica esse olhar perdido no firmamento

Não há ponte, nem  estrada, há o nada
Lindamente poético, inacessível sentir
Mistura de tudo que nunca vi; acabada
Encerro o que a palavra tentou cumprir

Desisto da situação, não penso em nós
E o tempo se desprende da minha mão
Sem beijo, sem adeus, nos  deixa a sós
Vou, mas, deixo contigo o meu coração.

Meri Viero
Enviado por Meri Viero em 04/09/2019
Código do texto: T6737478
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Meri Viero
Guarapuava - Paraná - Brasil, 48 anos
1354 textos (42125 leituras)
2 áudios (100 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/19 18:59)
Meri Viero