Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BURACO NEGRO

A noite envelheceu
O dia não amanheceu
Tudo está tão escuro
O corpo se arrasta lento
Conflitos de pensamento
Sentimentos contraditórios
Quanta incoerência
O imaginário se entrelaça ao real
Madrugada a dentro
Na rede marrom navego
Em caminhos tortuosos
E águas geladas e turvas
Precipito-me, às vezes, no vazio.
Queda livre, um frio.
Sensação esquisita, susto grande.
Acordo! Não acordo! Onde estou?
Tudo gira na imensidão do universo
Buraco infinito, um grito.
Ninguém me ouve.
Poeta do Mirador
Enviado por Poeta do Mirador em 17/08/2019
Código do texto: T6722285
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeta do Mirador
Crateús - Ceará - Brasil, 50 anos
100 textos (5571 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/09/19 12:04)
Poeta do Mirador