Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Enforcado

Sou um corpo
Existindo sem alma
Refém de instintos

Deitado em posição fetal
Fingindo estar morto
Me sinto tão bem assim

E as contas vem
E o choro da criança vem
E as responsabilidades
Do emprego vem.

As coisas que nunca dão certo.

Reconheço minha pior face no espelho
Aquele que foge das coisas
Se escondendo no fundo de um copo
Se escondendo entre as pernas
De uma qualquer.

Sem vida é sem amor
eu tenho sido os dois
Mas não o suficiente pra que vocês
Possam ver.

Somente alguns cigarros
Isso é o que vocês vêm
Como um suicídio parcelado
Mas ja fazem dias que venho
Vendo meu corpo enforcado.

Insta: @poesiamarginalcwb
Sbrissia
Enviado por Sbrissia em 15/03/2019
Código do texto: T6598302
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sbrissia
Curitiba - Paraná - Brasil, 26 anos
193 textos (4530 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/05/19 19:54)
Sbrissia