Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pra não morrer...

E a poesia não vem, não há palavras
Não moldam o pensamento, e crava
O espinho  em  meu peito, boca cala
Olhar  entristece, vê  sombra na sala

Que passa, arrastando esse silêncio
Momento de inércia minha, vivencio
O querer tecer  exato, se perde no ar
E fica no caminho, sem sair do lugar

Perdido  entre  a  palavra  engasgada
E a métrica, estética sendo vomitada
Os olhos não  querem mais ver a dor
Que o  coração sente por tanto amor

A ilusão é canção triste que a poesia
Compõe, em  forma dessa anestesia
Que alivia o bater, o sentir, e o viver...
Um poema  que faço pra não morrer

Aprender a permanecer  no coração
De  quem se  quer bem, cuidar, zelar
Para que silêncio, saudade e solidão
Não sejam a rima pra te fazer chorar

E a poesia então virá serena, em paz
Capaz do mundo transformar, amor...
Palavra que essa alma pra perto traz
Ao invés de dor, plantar + amor e flor.
Meri Viero
Enviado por Meri Viero em 01/11/2018
Reeditado em 01/11/2018
Código do texto: T6491671
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Meri Viero
Guarapuava - Paraná - Brasil
1375 textos (42537 leituras)
2 áudios (109 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/11/19 18:52)
Meri Viero