Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dor desmedida



A dor que amarga os meus dias
Não é desamor
não vem de um amor
que já tive e perdi.

A dor que não me deixa
sair livre e sorrir por ai
é como um carma
carrega os meus dias
pouco a pouco.

É malvada e cruel
dilacera meu coração
sufoca meu peito
me inquieta a alma.

Ah dor desmedida...

Não esmaece esse meu viver.
Vai-te, deixa-me em paz
sou jovem demais
quero andar pelo mundo
a verdejar.
   
Olhosdepoeta
Enviado por Olhosdepoeta em 05/01/2011
Código do texto: T2711142
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Olhosdepoeta
Piracicaba - São Paulo - Brasil
72 textos (9627 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/08/20 23:39)
Olhosdepoeta