Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem tinta para escrever

                         Não sabes que quando corro para casa
                         caio e ninguém me espera
                         para me valer

                         Não sabes que as asas que tenho
                         foram feitas
                         para o meu resguardo

                        Não sabes porque sonho
                        se não,
                        farías parte de ele

                        Saberías tudo, até te digo
                        se na guerra não houvesse feridos
                        ganhos ou perdidos

                       Sei, mas tu não sabes
                       que estou pronta
                       para adormecer

                       No colo de um "qualquer"
                       sabes, na casa onde caio
                       com as asas emprestadas

                       ... o teu sonho, podía ser o meu
                       Nós ganhamos, ninguém perde
                       com as baladas ao anoitecer
Divavid
Enviado por Divavid em 28/05/2010
Reeditado em 18/12/2018
Código do texto: T2285265
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Divavid
Köln - Nordrhein-Westfalen - Alemanha
1088 textos (56345 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/02/21 01:23)
Divavid