Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



EU NÃO CHOREI...
 
Eu não chorei olhando o regato afora
“Nossa saudade te sorri: não chora”
 como dizia Mário Quintana...
Então não chorei, não chorei tua ausência.
Insanidade, ou inocência?
Mas eu juro, não chorei a saudade insana...
 
Deixei-a cantar sobre as pedras  indo, indo...
Como a tarde quieta partindo
e era como se estivesses lá, sempre lá...
Sempre de regresso pelas margens
dizendo-nos  coisas tantas entre as folhagens
Estavas lá, eu sei, estavas lá...
 
Estavas impregnado em cada grão de areia;
na corrente apressada... era tua veia
pulsando ali nos galhos roçando a água turva.
Juro, eu não chorei, porque  eras mais que pranto;
eras a presença, eras o doce acalanto
cantarolando uma saudade em cada curva...



 


POEMA: Homenagem ao meu papai que partiu há mais de um mês
 

IMAGEM: Clicada por mim na fazenda esse mês
 



Sonia de Fátima Machado Silva
Enviado por Sonia de Fátima Machado Silva em 13/06/2020
Reeditado em 13/06/2020
Código do texto: T6976622
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Sonia de Fátima Machado Silva
Coromandel - Minas Gerais - Brasil, 57 anos
1341 textos (58351 leituras)
13 áudios (691 audições)
2 e-livros (150 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/04/21 20:17)
Sonia de Fátima Machado Silva

Site do Escritor