Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sinto  falta das minhas lágrimas, do pranto suave, discreto, copioso, escandaloso 
Das manhas que fazia na infância, da minha avó me chamando de chorona e pirracenta  
A vida inteira escutamos que não se deve chorar, chorar é feio, chorar borra a maquiagem, chorar é coisa de gente fraca, chorar não leva a lugar algum 
Bobagem. Chorar alivia o coração soprando as dores pra além de onde o vento faz a curva 
Chorar é um acalanto, uma expressão, é o primeiro  som que conta ao mundo que estamos vivos e no final permeia a despedida 
Chorar tem gosto de mar, cheiro de flores, frutas, perfumes, chuva, jardins, fogueiras, cebolas, o som das  brincadeiras e gargalhadas 
Chorar é algo que o  meu corpo produz para renovar meus limites e limpar a alma cansada 
São lágrimas de dor, alegria, de esperança, de agonia, lágrimas nervosas, lágrimas de crocodilo, falsas e borradas de rímel, lágrimas de pura emoção, lágrimas sem razão, e as  de saudades... das lágrimas que hoje são só lembranças. 
 

PS. A Síndrome de Sjogren levou minhas lágrimas.  E sinto saudades de chorar...

Giselle Sato
GiselleSato
Enviado por GiselleSato em 17/01/2017
Reeditado em 05/09/2018
Código do texto: T5885215
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
GiselleSato
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
615 textos (333849 leituras)
6 áudios (1987 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 16:13)
GiselleSato